Jogo de Libertadores, na Argentina, com estádio acanhado. Este foi o cenário que o Palmeiras encontrou na noite desta quarta-feira (08) em Tucuman.

O estreante na competição sul-americana, Atlético Tucuman, recebeu o Palmeiras e pressionou o atual campeão brasileiro.

Um jogo difícil em tese e que piorou quando Vitor Hugo foi expulso aos 25 minutos do primeiro tempo. Um minuto depois, os donos da casa abriram o placar com o artilheiro Zampedri.

O gol deixou os palmeirenses ainda mais nervosos, mas, com o passar do tempo, o time foi se ajeitando e Dudu desequilibrou.

Em uma rápida escapada do camisa 7, deixou três adversários para trás e sofreu falta na entrada da área.

Ele mesmo bateu e levantou. Keno aproveitou e deixou tudo igual: 1 a 1

Antes do final do primeiro tempo, o Verdão teve chances de ficar à frente do placar, mas o goleiro Zuchetti estava em noite inspirada. Levou a melhor em duas oportunidades contra Miguel Borja.

No segundo tempo, Eduardo Baptista colocou em campo Roger Guedes, mas o atacante não entrou bem. Antes de dar lugar a Willian, o atacante colombiano Borja teve outra oportunidade frente a frente com Zuchetti, mas a bola caprichosamente foi pra fora.

O Palmeiras comemorou o ponto conquistado fora de casa, mas ficou com uma sensação que poderia ter sido melhor.

O goleiro Fernando Prass destacou o jogo equilibrado contra o estreante em Libertadores. "Tivemos chances claras de gol, tivemos três. Eles também tiveram. Em termo de posse de bola, foi desequilibrado.

Os melhores vídeos do dia

Em chance de gol, igual", declarou.

Já o autor do gol de empate palmeirense, Keno, defendeu o zagueiro Vitor Hugo e comemorou o resultado fora de casa.

"Jogar com um a menos fora de casa é complicado, tivemos que correr o dobro pelo Vitor Hugo, um jogador muito importante para nosso grupo. Ele não fez por maldade. Sabemos que foi um choque, um lance normal, mas corremos por ele, é um jogador muito importante para nós nessa caminhada da Libertadores.", comentou

O Palmeiras termina a primeira rodada na segunda posição do Grupo 5, atrás do Jorge Wilstermann (BOL), que venceu o Peñarol (URU) por 6 a 2.

A próxima partida do Alviverde pela Libertadores é contra o próprio Jorge Wilstermann, semana que vem no Allianz Parque.

Antes, neste sábado (11), recebe o rival São Paulo pelo Campeonato Paulista.