A Federação Paulista de Futebol (FPF) divulgou nesta terça-feira as datas e locais das semifinais do Paulistão entre Palmeiras e Ponte Preta e Corinthians e São Paulo. A decisão foi anunciada após reunião do Conselho Técnico com as diretorias dos quatro clubes semifinalistas na sede da FPF, no bairro da Barra Funda, na cidade de São Paulo.

Os confrontos foram definidos após o jogo de ontem entre Santos e Ponte Preta no Pacaembu. O Santos venceu por 1x0 no tempo normal e como no primeiro jogo a Ponte Preta venceu pelo mesmo placar, a decisão foi para os pênaltis e a Ponte levou a melhor. O goleiro Aranha da Ponte Preta defendeu a cobrança do zagueiro David Braz e a Macaca venceu por 5x4.

Essa é a primeira vez em 9 anos que o Santos não jogará uma final de Campeonato Paulista.

Pelo regulamento do Paulistão, o time com melhor campanha durante a competição (Palmeiras) enfrenta o quarto melhor colocado (Ponte Preta), enquanto o segundo (Corinthians) enfrenta o terceiro (São Paulo).

Os dois times de melhor campanha (Palmeiras e Corinthians) têm a vantagem de jogar o jogo da volta em casa.

Veja as datas e horários das semifinais do Paulistão:

Jogos de ida:

Domingo (16/4), às 16h - Ponte Preta x Palmeiras (Moisés Lucarelli)

Domingo (16/4), às 19h - São Paulo x Corinthians (Morumbi)

Jogos de volta:

Sábado (22/4), às 19h - Palmeiras x Ponte Preta (Allianz Parque)

Domingo (23/4), às 16h - Corinthians x São Paulo (Arena Corinthians)

Torcida única

Apenas os jogos entre São Paulo e Corinthians terão torcida única nos estádios, já os jogos entre Palmeiras e Ponte Preta terão torcida mista.

Os melhores vídeos do dia

A polícia militar fará a escolta da torcida palmeirense até o estádio Moisés Lucarelli em Campinas no primeiro jogo e no segundo escoltará a torcida da Ponte até o Allianz Parque na capital paulista. A medida é para evitar confrontos entre as duas torcidas.

A polícia militar chegou a solicitar à Federação Paulista de Futebol (FPF) para que os jogos entre Palmeiras e Ponte Preta também fossem com torcida única, mas teve sua solicitação negada. A torcida única nos estádios da capital paulista foi uma medida adotada em 2016 após a morte de um torcedor na zona leste de São Paulo, durante um briga entre as torcidas de Palmeiras e Corinthians.

Na época cerca de 60 torcedores envolvidos na briga foram detidos. Outra medida tomada foi a proibição de torcedores com camisas, faixas e qualquer objeto com o nome das torcidas organizadas.