O ataque do São Paulo poderá sofrer mais uma baixa. Após a saída de Luiz Araújo, vendido ao Lille da França, agora quem está deixando o Morumbi é o argentino Chavez. Com seu contrato de empréstimo vencendo no final do mês, o atleta foi liberado pela diretoria para viajar até Buenos Aires, onde conversará com dirigentes do Boca Juniors, clube que detém seus direitos federativos. Para ficar em definitivo com o atacante, o Tricolor teria que desembolsar cerca de 14 milhões de reais.

O jogador chegou ao São Paulo no meio do ano passado, para ocupar a vaga do seu compatriota Calleri, que seguiu para o Futebol europeu.

Ele teve um começo promissor, marcando gols e logo caindo nas graças dos torcedores, porém, neste ano, após voltar de contusão, não apresentou mais o mesmo rendimento. Em 35 jogos com a camisa do clube, Chavez balançou as redes em 12 oportunidades.

Chegando e cornetado

Se por um lado Chavez está deixando o Morumbi, outro atacante foi anunciado nesta sexta-feira (9). Após ser artilheiro do Campeonato Catarinense com a camisa do Avaí, Denílson foi apresentado. O jogador pertence ao Fluminense e chega ao Tricolor por empréstimo até o fim do ano.

O diretor Vinícius Pinotti se adiantou para tirar a pressão de cima do jovem jogador de 21 anos. Segundo ele, o time não espera resultados imediatos e, se isso acontecer, será encarado como uma grande surpresa.

No entanto, não é dessa forma que pensa a torcida. No triunfo desta quinta-feira (8), por 2 a 0 sobre o Vitória, os torcedores questionaram a qualidade dos jogadores que estão sendo contratados, incluindo o recém-chegado. “Chega de Denilson, Neilton, Ytalo! Não queremos mais isso", eram os gritos vindos das arquibancadas.

Vai ficar por fora de assuntos como este?
Clique no botão abaixo para se manter atualizado sobre as notícias que você não pode perder, assim que elas acontecem.
Futebol Brasileirão

Tabu

O próximo compromisso do São Paulo será neste domingo (11), na Arena de Itaquera contra o embalado Corinthians. Para este duelo, a torcida espera que finalmente o Tricolor quebre o tabu de nunca ter vencido os alvinegros em seu estádio, além de ser o único dos grandes a não ter ainda conseguido isso. Palmeiras, duas vezes, e Santos, em uma oportunidade, já saíram de lá com a vitória na bagagem.

O São Paulo já jogou seis vezes no campo do rival, tendo perdido os quatro primeiros confrontos, incluindo os 6 a 1 no returno do Brasileirão de 2015.

Nas duas últimas vezes em que visitou a casa corintiana, o Tricolor empatou em 1 a 1. Neste ano, os times já se enfrentaram três vezes pelo Campeonato Paulista, com uma vitória do Corinthians e dois empates.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo