Ao garantir os 2 a 1 do Fluminense sobre o Atlético-MG na noite da última segunda, no Maracanã, pelo Campeonato Brasileiro, Henrique Dourado chegou a 25 gols em uma só temporada, superando a marca de 2014, quando, vestindo as camisas de Palmeiras e Portuguesa-SP, balançou as redes adversárias em 24 ocasiões. Feliz com o novo recorde, o Ceifador lembra do início difícil no Tricolor e espera continuar ajudando a equipe das Laranjeiras a atingir os seus objetivos dentro de campo.

“Fico muito feliz por alcançar essa marca. Sabia que 2017 seria diferente, um ano com tudo novo no clube. Tenho anotado meus objetivos, tanto pessoais como os coletivos.

Faço desde 2015”, disse o camisa 9 ao portal Uol Esporte.

Henrique Dourado chegou ao Fluminense no meio de 2016 vindo do Vitória de Guimarães, de Portugal. A missão de substituir o antigo ídolo Fred, que, depois de sete temporadas no clube carioca, havia acertado com o Atlético-MG, afetou o começo da sua passagem nas Laranjeiras. Foram apenas dois gols, além de barrações e o nome encabeçando a lista de dispensas. A chegada de Abel Braga representou uma mudança drástica e o Ceifador passou a honrar o investimento. Prestes a completar 28 anos, o centroavante é, no momento, o artilheiro do Brasileirão com 12 gols e o principal goleador da agremiação verde, branco e grená nessa temporada.

Com a vitória sobre o Atlético-MG, o Fluminense chegou aos 30 pontos e ao oitavo lugar no Campeonato Brasileiro.

No próximo final de semana, terá uma boa oportunidade de, finalmente, ingressar no G-6, grupos daqueles que estarão na Taça Libertadores de 2018. Para isso, necessita vencer o clássico de sábado, às 16h (de Brasília), no Maracanã, diante do Vasco e torcer por uma combinação de outros resultados (tropeços de Cruzeiro e Atlético-PR, que enfrentam, respectivamente, Santos, no Mineirão e Flamengo, na Ilha do Urubu). Contra o Gigante da Colina, a equipe tricolor contará com o retorno do equatoriano Junior Sornoza, que não atua há três meses devido a uma fratura no tornozelo direito. Também existe a possibilidade de o volante Richard e o atacante Robinho, reforços anunciados na semana passada, serem regularizados e ficarem à disposição.

Nesta terça, na parte da tarde, houve a reapresentação no CT Pedro Antônio, na Barra da Tijuca. Apenas os reservas estiveram presentes e fizeram um disputado coletivo. Na quarta, no mesmo local, dessa vez com o grupo completo, acontece novo treinamento e a expectativa é de Abel Braga começar a dar indícios de qual equipe mandará a campo.