O estádio do Vasco é um dos mais belos e históricos templos do Futebol brasileiro. Um lugar onde desfilaram vários grandes craques e de grandes momentos do clube, o estádio de São Januário é um orgulho para os vascaínos. Entretanto, o estádio poderá ser mais moderno futuramente, é o que diz Felipe Nicolau, William Dias e Clarissa Pereira.

Os três arquitetos realizaram um projeto que ficou à disposição do clube e encheu os olhos do torcedores vascaínos com a possibilidade de modernização do espaço. O projeto mostra que São Januário pode passar dos 40 mil lugares, com direito a prédio administrativo, museus e estacionamentos.

O projeto não só moderniza como também preserva a história. Para manter seu valor histórico, vários pontos do estádio devem se manter da mesma forma.

Projeto X Finanças

O projeto também toma bastante cuidado com a parte financeira do clube, levando em consideração o custo total da obra e, também, a sua manutenção mensal, um alto custo que poderia gerar vários problemas futuramente.

O grupo de arquitetos foi recebido pela diretoria do clube e, ao UOL Esporte, eles afirmaram que também estão sendo contatados por grupos da oposição. Embora o projeto esteja pronto, não há previsão quanto às mudanças no estádio a curto prazo.

O Vasco acabou sendo punido por conta da confusão ocorrida no estádio durante o clássico contra o Flamengo e, desde então, tem atuado fora dos seus domínios e vem se prejudicado no Brasileirão.

Para as próximas rodadas, o time pode voltar a jogar em casa, mas, para isso, tem que conseguir a liberação junto à justiça comum.

Prejuízo?

As possíveis mudanças em São Januário têm seus pontos positivos. Com a Copa do Mundo [VIDEO], por exemplo, vários estádios novos mostram que, com eles, o público aumenta e, assim, o time mostra mais resultados dentro de campo, conquistando títulos.

A modernidade é bem-vinda, mas, para isso, é preciso voltar o olhar para a questão financeira, já que realizar um novo projeto e ter dificuldades para pagá-lo pode acabar por ser o pior negócio a ser feito. Esse é o caso da Arena Corinthians. O estádio do time paulista está pronto, mas há uma dívida bilionária que pode gerar grandes dores de cabeça futuramente ao clube.

São Januário tem 90 anos de idade e é um patrimônio histórico e artístico nacional. Com um recorde de público de 40 mil torcedores, o local tem, hoje, a capacidade para 21 mil pessoas. O seu estilo neocolonial faz dele o maior estádio particular do estado do Rio de Janeiro, além de ser visto por vários jogadores e torcedores como o estádio mais hostil do Brasil [VIDEO], motivo de orgulho para os vascaínos.