A boa fase do Corinthians no Campeonato Brasileiro está deixando a torcida indignada em relação aos patrocinadores do clube. Nesta temporada, o Timão foi campeão do Paulistão, está liderando o Brasileirão de forma excepcional e ainda está nas oitavas de final da Copa Sul-Americana. Mesmo assim, o Alvinegro paulista encontra dificuldades para encontrar patrocinadores por um longo período.

Durante o Campeonato Paulista, o Timão acertou um acordo de patrocínio [VIDEO] pontual com a Universidade Brasil, que ainda está presente no uniforme corintiano. Outro patrocinador pontual é a Cia. do Terno, que ocupa a barra da camisa e acertou com o Timão por algumas partidas.

Embora esteja com patrocinadores pontuais, o marketing corintiano ressalta que essa maneira de patrocínio não é muito boa para o clube, mas o mercado está em baixa e faz com que as empresas sejam mais cautelosas.

No momento, o Corinthians tem sete marcas estampadas em seu uniforme: Alcatel, Universidade Brasil, Minds, FoxLux, Ultra Energy Drink Brasil, Cia. do Terno e Nike, que é a fornecedora de material esportivo. Vale lembrar que, apesar de um grande número de patrocinadores, o Timão não tem o patrocinador master, mas de acordo com o diretor de marketing Fernando Sales, o Timão está muito próximo de anunciar uma nova marca.

Patrocinador novo para o Corinthians

Após não ter seu vínculo contratual não renovado com a Caixa Econômica Federal, o Timão deu início a novas conversas em busca de outra empresa que tivesse interesse em ter a marca estampada no uniforme corintiano.

Segundo o diretor de marketing do clube, Fernando Sales, o clube do Parque São Jorge está perto de anunciar seu novo patrocinador master [VIDEO].

"Por enquanto, o Corinthians mantém conversas avançadas com duas empresas e planejamos fechar a negociação já nas próximas semanas. Estamos mantendo o foco e trabalhando forte, mas sabemos também que esse tipo de negócio não é fácil, principalmente quando envolve empresas multinacionais", argumentou Fernando Sales ao jornal Lance!.

Vale destacar que o Timão ainda tentava fazer um novo acordo com a Caixa Econômica Federal, mas o banco estatal impôs algumas cláusulas que não agradaram aos dirigentes do clube. A Caixa esteve presente no principal espaço do uniforme corintiano por um longo período, pagando aproximadamente R$ 30 milhões por temporada.

Em bom momento, o Corinthians ainda mantém o mesmo planejamento, com a intenção de arrecadar os R$ 30 milhões por ano e prioriza a possibilidade de assinar um contrato de longo período. No entanto, como já estamos chegando ao final da temporada, o Timão deve anunciar um novo patrocínio com contrato válido por alguns meses.