Corinthians [VIDEO] e Chapecoense se enfrentaram nesta quarta-feira, 23 de agosto, na Arena Condá, em Chapecó, para um total de 15.831 torcedores. O jogo terminou com vitória por 1 a 0 do Corinthians em jogo bastante equilibrado. O Corinthians manteve o comando da posse de bola, enquanto a Chape apostou nos contragolpes. Sem 3 titulares, esperava-se que a defesa fosse o maior problema corintiano. Porém, o time sofreu com a grande dificuldade na criação, insistindo muito nas jogadas aéreas. No finalzinho, Jô foi decisivo e marcou o gol da vitória.

O Timão manteve a marca de nunca ter perdido na Arena Condá. Desde que o clube de Chapecó chegou à Série A, em 2014, foram quatro vitórias corintianas, com sete gols marcados e apenas um sofrido.

Escalações

A Chape, treinada por Vinícius Eutrópio, entrou em campo em um esquema 4-3-3, com Jandrei, Douglas Grolli, Fabrício Bruno, Apodi, Reinaldo, Lucas Marques, Lucas Mineiro, Luiz Antônio, Penilla, Túlio de Melo e Wellington Paulista.

O Corinthians, comandado por Fábio Carille, foi escalado em um tradicional 4-5-1, com Cássio, Léo Santos, Pedro Henrique, Fágner, Moisés, Gabriel, Maycon, Rodriguinho, Ángel Romero, Marquinhos Gabriel e Jô.

Primeiro tempo

O Corinthians começou a partida trocando passes na defesa. Aos 5 minutos, houve a primeira chance da Chapecoense. Penilla cruzou na área, Wellington Paulista foi de cabeça, mas Cássio encaixou.

Ao contrário do que costuma fazer, o Corinthians controlou a posse de bola no início. Aos 10 minutos, o time tinha 60% da posse contra 40% da Chape.

O Verdão do Sul apostava no contra-ataque.

Aos 30, o Corinthians chegou a marcar com Rodriguinho, mas o gol foi anulado corretamente. O meia ajeitou a bola com a mão. O atacante Jô foi reclamar e acabou levando cartão amarelo. Como estava pendurado, o artilheiro desfalca o Corinthians contra o lanterna Atlético-GO, no sábado, na Arena Corinthians. Kazim deve ser o substituto.

Aos 37 minutos, a Chape quase marcou. Wellington Paulista fez um cruzamento da direita, Túlio de Melo cabeceou e a bola saiu tirando tinta da trave direita de Cássio. Foi a melhor chance do time de Chapecó na primeira etapa.

Em lance perigoso, aos 45, o goleiro Jandrei foi pressionado por Jô e quase entregou a bola nos pés do atacante. O zagueiro Grolli conseguiu salvar o lance e ficou com a bola.

O primeiro tempo acabou com um empate em 0 a 0 em jogo bastante equilibrado.

Na saída para o vestiário, Rodriguinho falou sobre o gol anulado. "Ali é muito rápido, não deu para perceber ou sentir, tentei finalizar", declarou o meia.

Segundo tempo

As equipes voltaram sem mudanças para o segundo período de jogo.

Aos 7 minutos da segunda etapa, houve a primeira chance do Corinthians. Fagner recebeu boa bola pela direita, fez um cruzamento rasteiro para a área, Rodriguinho bateu de primeira, mas a bola saiu à esquerda do gol da Chapecoense.

Na marca dos 12 minutos, Fagner cobrou lateral na área da Chape, Jô foi de cabeça, Romero dividiu com o goleiro e caiu. O juiz assinalou o impedimento corretamente.

Vinícius Eutrópio promoveu a primeira substituição aos 17. Saiu Penilla, entrou Júlio César.

Clayson entrou no Corinthians, aos 24. Marquinhos Gabriel deixou o campo, após fazer partida pouco empolgante.

No minuto 71 da partida (aos 26 do segundo tempo), a torcida cantou o "Vamo, vamo, Chape!", em homenagem às 71 vítimas da tragédia ocorrida em novembro do ano passado.

Aos 29, o Corinthians quase marcou. Rodriguinho puxou contragolpe, a bola chegou para Clayson na esquerda, e o goleiro Jandrei, da Chape, saiu nos pés do meia corintiano. Clayson ainda tentou mandar a bola para a área na sequência da jogada, mas sem sucesso.

Aos 33, os dois times mudaram. No Corinthians, saiu Gabriel e entrou Camacho. Pelo lado da Chape, saiu Luiz Antônio, entrou Neném, após quase dois meses sem jogar - a última partida dele havia sido contra o Atlético-MG.

Aos 35 minutos, Jô cruzou rasteiro na área, a zaga não conseguiu cortar, a bola chegou até Romero que errou a finalização cara a cara com o goleiro Jandrei. Fabrício Bruno afastou o perigo, na pequena área.

Aos 43, Reinaldo cobrou lateral direto na área, Cássio sofreu falta de Túlio de Melo e o árbitro parou o jogo

O Corinthians conseguiu marcar no finalzinho. Aos 44, Clayson recebeu bola de Romero na esquerda, passou para Jô, que bateu com o pé direito para o fundo do gol. Foi o 12º gol do atacante no Brasileirão. Após o gol, os jogadores da Chapeconse levaram as mãos à cabeça, sem acreditar. Túlio de Melo chegou a sentar no campo. Fim de jogo.

Corinthians voltou a vencer, chegando aos 50 pontos, abrindo 10 de vantagem sobre o segundo colocado Grêmio. Mesmo com a derrota, a Chapecoense sobiu para a 15ª posição com 25 pontos.

O Corinthians entra em campo novamente, no próximo sábado, 26 de agosto, contra o Atlético-GO. A Chape joga no domingo (27), o clássico contra o Avaí na Ressacada. Ambos os jogos, serão pela 22ª rodada do Brasileirão.