Familiares do jogador do Flamengo, Vinícius Júnior, foram vítimas de injúrias raciais por parte de um torcedor do Botafogo, durante clássico realizado nesta quarta-feira (16) no Estádio Nilton Santos, no Rio de Janeiro. O duelo foi o primeiro de duas partidas válidas pelas semi-finais da Copa do Brasil.

A família do jovem atleta divulgou uma nota oficial em que repudia os atos que sofreu e pede por medidas contra o racismo.

"A família do atacante Vinicius Jr, do Flamengo, que foi vítima de racismo por parte de um torcedor do Botafogo no jogo desta quarta-feira (16/08), pela semifinal da Copa do Brasil, lamenta profundamente o episódio e repudia qualquer ato neste sentido contra qualquer cidadão. E espera que medidas sérias e cabíveis sejam tomadas pelos órgãos responsáveis para que cenas lamentáveis como esta não voltem a se repetir".

O presidente do Flamengo, Eduardo Bandeira de Mello também falou sobre o caso.

"Vi as imagens, pois estava no outro camarote. Aparentemente foi isso aí. A Justiça agora vai avaliar".

Torcedor identificado

O torcedor do Botafogo [VIDEO] acusado de proferir os insultos racistas contra a família de Vinícius Júnior que estava em dos camarotes do Estádio Nilton Santos foi identificado pelas próprias vítimas, com o auxílio de um vídeo que comprovou as injúrias raciais. Ele foi levado até a delegacia do estádio e passou quase a madrugada toda esperando para prestar depoimento e a confecção do boletim de ocorrência. Depois foi encaminhado até a Cidade da Polícia, em torno das 4h30 da manhã desta quinta-feira (17). Em um vídeo que circula nas redes sociais, é possível ver o homem apontando e xingando os familiares do jovem de 17 anos.

Botafogo condena racismo

O Botafogo se manifestou sobre o caso e repudiou os atos de racismo por parte do torcedor.

O clube ainda informou que o presidente Carlos Eduardo Pereira dará entrevista coletiva às 14h30 desta quinta-feira, antes do treino.

"O Botafogo de Futebol e Regatas vem a público manifestar seu repúdio a todo tipo de racismo, preconceito e violência, seja física ou verbal. Atitudes individuais e isoladas não representam a postura de nossa torcida ou do clube, que agiu com a máxima presteza junto às autoridades. O clube espera que a Justiça seja feita e reitera que tomou todas as medidas cabíveis em auxílio às investigações. O Botafogo é Alvinegro, branco e preto, e já promoveu diversas campanhas contra o preconceito racial. Racismo jamais!".