Nesta quarta-feira à noite (30), o Flamengo entrou em campo para mais uma partida da Primeira Liga. É possível afirmar que o torneio perdeu o interesse dos clubes e não tem mais o apelo do primeiro ano da competição. Por isso, o treinador do Flamengo, Reinaldo Rueda, tentou rodar o elenco dando minutos para os jogadores pouco aproveitados. Entre eles, o argentino Conca, que vem recuperando da grave lesão no joelho e entrou no segundo tempo.

O jogo aconteceu no Estádio Kléber Andrade com um público de 9.834 pessoas. A partida foi bem abaixo no aspecto técnico. No primeiro tempo, o Flamengo dominou a posse de bola e tentou envolver a equipe do Paraná Clube.

Entretanto, o time rubro-negro não conseguia penetrar a defesa da equipe visitante. Com Vinicius Jr. errando bastante e Geuvânio pouco acrescentando, quem aparecia mais era o meia Everton Ribeiro.

No segundo tempo, o Paraná resolveu arriscar mais e foi para cima do Flamengo, mesmo assim o jogo permaneceu fraco tecnicamente. Com Marcio Araújo de volante, o Flamengo sentiu a falta de um jogador que tivesse um passe mais qualificado para uma transição rápida. Everton Ribeiro precisou se desgastar vindo buscar a bola entre os volantes.

Todavia, aos 18 minutos do segundo tempo, Vinícius Junior cruzou na área, Geuvânio escorou de cabeça para trás e a bola pega no braço do jogador Igor e o juiz marcou pênalti a favor do Flamengo. Everton Ribeiro bateu com categoria e abriu o placar a favor do Flamengo [VIDEO].

Dois minutos depois, o Paraná sofreu falta na intermediária. O camisa 10 da equipe do Sul, Renatinho, cobrou com bastante força de muito longe e contou com a falha do goleiro Alex Muralha para empatar a partida para a equipe do Paraná Clube.

Aos 32 minutos do segundo tempo, Conca entrou no lugar de Geuvânio, mas o argentino claramente sem ritmo de jogo pouco pôde fazer para mudar a situação da partida e o jogo foi se encaminhando para disputa nos pênaltis.

Na disputa por pênaltis, o Flamengo saiu derrotado após Vinicius Junior e Lucas Paquetá perderem suas cobranças. A equipe do Paraná perdeu uma cobrança com o jogador Murilo Rangel, batendo na trave. Entretanto, o que mais chamou a atenção foi o baixíssimo aproveitamento do goleiro Alex Muralha na disputa por pênaltis. Em seis cobranças da equipe do Paraná, o goleiro não defendeu nenhuma.

O Flamengo precisará rever esta situação visto que a equipe está classificada para as finais da Copa do Brasil [VIDEO] e o goleiro Muralha possivelmente será titular na partida, pois Diego Alves não está inscrito na competição. Talvez seja a oportunidade para Tiago defender a meta do Flamengo, pois no sub-20 o goleiro se notabilizou um grande pegador de pênaltis.