O atual gerente de futebol do Botafogo, Antônio Lopes, 76, não poupou elogios ao atual presidente do clube, Carlos Eduardo Pereira. Em entrevista ao programa Tá Na Área, do SporTV, na tarde desta quarta-feira, o veterano dirigente apontou Pereira como o grande responsável pelo bom momento que o clube alvinegro vive na temporada de 2017.

Desde janeiro, o Botafogo [VIDEO] tem passado por muitas decisões dentro de campo. Em um primeiro momento, conseguiu passar das fases prévias da Libertadores e já se encontra nas quartas, onde vai enfrentar o Grêmio a partir de setembro. E, na Copa do Brasil, disputa nesta noite uma vaga na final da Copa do Brasil diante do rival Flamengo - o primeiro jogo terminou em 0x0.

"Olha, eu costumo dizer que o grande responsável por esse momento do clube é o nosso presidente Carlos Eduardo Pereira. Até brinco e volto a dizer que o Botafogo deveria construir uma estátua para ele na entrada da presidência. Pegar o clube como ele pegou, de volta de uma segunda divisão, sem dinheiro... não é para poucos", ressaltou Lopes.

Fruto de uma péssima campanha em 2014, o Botafogo acabou rebaixado para o ano seguinte, mas viu o mandato de Maurício Assumpção ser interrompido. No ano seguinte, o trabalho de Pereira e Lopes começou a aparecer e teve em Ricardo Gomes o grande condutor técnico.

O início de 2016 não foi dos mais animadores e o time botafoguense não vinha bem no Brasileirão. Gomes aceitou uma proposta para trabalhar no São Paulo e abriu caminho para Jair Ventura assumir o cargo.

Com ele, o Fogão reagiu e se classificou para a Libertadores de 2017.

Ansiedade

Ao SporTV, Lopes admitiu que existe uma "ansiedade" entre todos do Botafogo por conta do grande jogo diante do Flamengo a partir das 21h45, no Maracanã, Rio de Janeiro, que vale vaga na finalíssima da Copa do Brasil.

"Essa ansiedade é normal e existe entre os jogadores, comissão técnica e diretoria. É comum sentirmos aquele friozinho na barriga, até pelo grande jogo que está por vir", colocou Lopes, em referência ao clássico contra o Flamengo.

Como o primeiro jogo terminou empatado em 0x0, nenhuma das equipes larga em vantagem para o embate desta quarta-feira, que marca o primeiro grande teste de Reinaldo Rueda no comando do Flamengo. Quem vencer e se classificar à grande final, vai pegar o vencedor de Cruzeiro e Grêmio, que jogam nesse mesmo horário no estádio Mineirão, em Belo Horizonte, Minas Gerais.