O jogo entre Botafogo e Flamengo gerou muita polêmica, com briga entre torcidas, expulsões e o caso de racismo, envolvendo um torcedor botafoguense, que em um caso de injuria racial, apontou para a sua pele branca em direção aos familiares do atacante Vinicius Junior, que estavam no Estádio Nilton Santos.

Falando sobre o caso de racismo, o lateral botafoguense Luís Ricardo [VIDEO] se disse envergonhado com o caso ocorrido na última quarta-feira (16), ''Muito envergonhado. É lamentável que estamos passando por esse tipo de coisa hoje em dia. O racismo já deveria ter acabado. Infelizmente, isso acabou acontecendo e ainda foi um torcedor do Botafogo [VIDEO]'', afirmou o jogador, em entrevista ao Seleção SporTV.

O caso lamentável não teve uma interferência direta no jogo, mas se isso tivesse acontecido, muito provavelmente o clube teria sido excluído da competição, mas mesma forma que aconteceu com o Grêmio, que deixou a competição após decisão do STJD (Superior Tribunal de Justiça Desportiva), no caso do goleiro Aranha, da Ponte Preta.

O Alvinegro deve ser julgado, mas a uma grande tendência que ocorra somente uma multa a ser paga pelo clube, evitando consequências maiores para a equipe. Luís Ricardo é um jogador querido pelo torcedor botafoguense e deve ficar no Nilton Santos por muito mais tempo. Como o seu contrato se encaminhava para o final, o clube tratou logo de renovar e ele jogará com a camisa alvinegra até o ano de 2019.

O Botafogo continua firme por uma vaga na final da Copa do Brasil.

Como empatou o jogo de ida por 0 a 0 em casa, poderá empatar por qualquer placar, mas desde que seja com gols. Desse modo, a tendência é que o Flamengo, time do técnico Reinaldo Rueda, parta para cima do equipe de Jair Ventura para tentar fazer gols.

Para esse duelo em particular, os dois times não poderão contar com peças fundamentais. O Rubro-Negro não contatará com Muralha, que foi expulso, Berrío, que se machucou, e Guerrero, que ainda se recupera de uma lesão e não deve atuar contra os alvinegros.

Por outro lado, Jair Ventura terá dor de cabeça, já que Joel Carli acabou sendo expulso na primeira partida e, por conta disso, cumprirá suspensão automática. Devido a sua ausência, o ponto mais forte do Botafogo estará fragilizado, que é o sistema defensivo.

Lá na frente, o Rodrigo Pimpão ficará de fora. O jogador recebe sempre muitos amarelos e não foi diferente no primeiro jogo. Após um lance duro em cima do Berrío, o jogador levou o amarelo e completou o terceiro, tendo que cumprir suspensão.