O Palmeiras [VIDEO] só tem o Campeonato Brasileiro para disputar até o final do ano. Na quarta colocação, a equipe comandada pelo técnico Cuca agora sonha apenas com vaga na Copa Libertadores da América. O título, por exemplo, está muito distante e deve ficar na briga entre Corinthians e Grêmio.

A eliminação para o Barcelona-EQU, na última quarta-feira (9), foi acachapante e dilacerador. Nenhum torcedor imaginava o que aconteceu [VIDEO]: pênaltis e derrota. Antes do duelo, os palpites eram muito otimistas por conta da fraqueza do adversário. O Barcelona é apenas o nono colocado no fraco campeonato equatoriano. Mas, no Allianz Parque, vieram com proposta de se defender e se aproveitaram da bagunça tática do Palmeiras no primeiro tempo.

Nem o gol de Moisés levou o time para frente para tentar finalizar a partida no tempo normal. Nos pênaltis, Egídio e Bruno Henrique perderam suas cobranças e o Alviverde caiu diante de sua torcida.

Pressão

O presidente Maurício Galiotte já estava pressionado. Após a partida, então, Galiotte foi encostado na parede por dirigentes e conselheiros. O mandatário alviverde está ouvindo de todos os cantos para analisar com coerência o trabalho de Alexandre Mattos e demiti-lo. As justificativas são várias: não soube empregar o dinheiro que a Crefisa disponibilizou, trouxe muitos jogadores sem critério e não teve planejamento importante para trazer atletas para certas posições (laterais, por exemplo). Galiotte garantiu Mattos até o final do contrato e não deve mexer na diretoria por enquanto.

Novo reforço

Em meio à tempestade, o Palmeiras saiu na frente e deu 'chapéu' no rival Corinthians: fechou com o zagueiro Emerson Santos, do Botafogo-RJ.

O jogador estava com bases salariais acertadas com o rival do Verdão, mas Mattos ofereceu condições melhores para ele jogar em Palestra Itália. O contrato será de cinco temporadas e Emerson só se apresenta em janeiro do próximo ano.

Com a assinatura de contrato confirmada, Emerson foi o primeiro reforço do Palmeiras para a próxima temporada. O elenco deve passar por diversas mudanças até o final do ano e também depois do término do Campeonato Nacional. Fernando Prass, goleiro que era titular, já discute renovação e deve se aposentar vestindo a camisa do clube. Egídio, que perdeu o pênalti na Libertadores e sempre foi contestado pela torcida, também já negocia um novo contrato, mesmo não entendendo que tem clima para seguir.

No domingo (20), o Palmeiras reencontra a torcida e enfrenta a Chapecoense no Allianz Parque.