A diretoria do Palmeiras [VIDEO] já pensa no time para 2018. As eliminações no Campeonato Paulista, Copa do Brasil e Copa Libertadores da América comprovaram a teoria de que ficar trocando de técnico não é uma boa.

Eduardo Baptista foi demitido no meio da disputa do torneio continental, e Cuca aceitou retomar o comando que largou em dezembro. Na ocasião [VIDEO], o técnico palmeirense, que havia acabado de se sagrar Campeão Brasileiro de Futebol depois de 22 anos no clube, pediu para sair para resolver algumas questões familiares.

Não perca as atualizações mais recentes Siga o Canal Futebol

Cuca viajou com a família e resolveu. Disponível no mercado, aceitou proposta palmeirense e retornou.

Com dois times inteiros à disposição, o treinador teve que escolher seu time titular.

Até acertar, errou bastante. E as eliminações acabaram chegando. Na Copa do Brasil, por exemplo, o Alviverde saiu perdendo para o Cruzeiro por 3 a 0 no Allianz Parque. No segundo tempo, mais orientado e focado, o Palmeiras empatou e levou o empate para Minas. Saiu vencendo lá por 1 a 0 mas, no fim, permitiu o empate do time de azul, que levou a vaga para as semifinais.

Na Libertadores, Egídio perdeu o último pênalti que decretou a queda palmeirense diante do Barcelona-EQU. Jogando mal, o Palmeiras abriu o placar com Moisés e igualou o resultado do Equador. Bruno Henrique também perdeu uma cobrança.

Vendido?

De acordo com o jornal Sport, da Espanha, o zagueiro Yerry Mina foi vendido para o Barcelona por R$ 33,5 milhões (ou 9 milhões de euros). O diário ainda confirma que Mina deve chegar no time espanhol em janeiro, e não mais depois da Copa do Mundo da Rússia como havia constado no pré contrato acordado entre as partes.

O Palmeiras, por sua vez, negou a informação e confirmou que o jogador segue até o fim da disputa do Mundial. Outra hipótese especulada pelo jornal é que Mina pode ser emprestado ao Verdão em janeiro para seguir até o meio do ano, caso a equipe catalã tenha acertado a equipe para o ano em dezembro.

Mina chamou a atenção do executivo Alexandre Mattos em janeiro do ano passado. Em maio, o atleta foi contratado diante do Independiente Santa Fé com ajuda da Crefisa, atual patrocinadora. Chegou e já foi titular, atuando ao lado de Vitor Hugo, que já foi vendido para o futebol italiano.

Aos 22 anos, Mina passou por cirurgia no pé após fraturar o osso justamente no último jogo do Palmeiras pela Libertadores. Inconformado, o jogador exitou em deixar o campo, mas foi convencido pelo médico palmeirense para se dirigir aos vestiários e iniciar o tratamento.