Aos seus 38 anos e na política filipina, Manny Pacquiao não está muito entusiasmado com a luta entre #Mayweather e #Mcgregor, que ocorrerá no próximo dia 26, nos Estados Unidos. Pugilista campeão em oito categorias - um recorde na história da nobre arte -, acredita que a luta de #boxe mais falada do momento não vai ser interessante e não fará questão de assistir.

Em comentário sobre o combate, Pacquiao disse que o desafiante, Conor McGregor não tem chances e que de fato, será um combate muito chato. Ainda deixou a pergunta no ar, de como o irlandês irá acertar golpes em Floyd se ele não tem experiência suficiente no boxe?.Se for olhar apenas para o card dos dois lutadores, Floyd tem 49 vitórias e zero derrotas, enquanto McGregor tem zero vitórias e zero derrotas no boxe profissional.

Quando o filipino se encontrou com Mayweather em 2015, Pacquiao não conseguiu acertar muitos golpes também, por causa da bela defesa que o pugilista americano impõe quando luta, sendo que a vitória foi para Floyd foi decisão unânime dos juízes.

O encontro do filipino com o americano, há dois anos atrás, se não foi tão emocionante, teve um recorde para a arrecadação de PPV, chegando a mais de 4,5 milhões de espectadores que efetuaram a compra.

Verdadeira luta

Pacquiao está mais animado para o combate que irá ocorrer dia 16 de setembro. Canelo Alvarez, mexicano de 27 anos com 49 vitórias e uma derrota, terá pela frente o pugilista do cazaquistão de 35 anos, Gennady Golovkin, invicto na carreira com 35 vitórias. Para Manny, este é a verdadeira luta que fará ele assistir, pelos dois lutadores serem os melhores da atualidade, na opinião do filipino.

Os melhores vídeos do dia

Sendo um que não irá assistir, Pacquiao economiza o custo de 99 dólares. Este é o valor do custo para assistir a luta que ocorre dia 26 de agosto, com transmissão pela Showtime. O palco será T-Mobile Arena, em Las Vegas. É esperado que o número deste combate seja maior do que foi contra Pacquiao, gerando mais dinheiro para o “Money”, apelido dado para Mayweather, por ser o lutador mais bem pago do mundo.

Vida nova

Na politica por sete anos, o atleta foi eleito para o 15º congresso filipino e representa a província de Sarangani. Ainda treinando, teve sua última atuação dentro do ringue em julho de 2017 com derrota para o australiano Jeff Horn, perdendo o título mundial da OMB na categoria de meio-médio. A luta que fez contra Mayweather em 2015 foi apenas de exibição, já que não valia nenhum título mundial. Próxima combate para Manny Pacquiao ainda não tem data marcada.