A vida do ex-santista [VIDEO] Gabriel, o Gabigol, na Europa, não anda fácil. [VIDEO] Restando apenas um dia para o fechamento da janela de transferência europeia, a ida do jogador para o Benfica, dada como certa, não irá mais acontecer. Sem revelar o motivo, o time português desistiu do negócio, mas especula-se que não tenha havido um acerto financeiro com a Inter de Milão. As informações são do jornal português “A Bola”.

Dias antes, o jornalista italiano Gianluca Di Marzio disse que o empréstimo do brasileiro ao clube de Lisboa estava praticamente acertado, porém a Inter queria que o pagamento fosse feito em única parcela, algo que os portugueses não concordavam.

Além de pagar 500 mil euros pelo empréstimo, o Benfica também arcaria com metade dos vencimentos do jogador, que gira em torno de 3 milhões de euros anuais.

Ainda nesta janela de transferência, o brasileiro quase foi parar no Sporting, que, após ver seu grande rival desistir do negócio, pode tentar uma última cartada para tê-lo ainda nesta temporada. O contrato de Gabriel com o clube italiano vai até 2021 e sua multa rescisória está avaliada em cerca de 29 milhões de euros, algo em torno de 108 milhões de reais.

Apesar do Campeonato Italiano já estar em andamento, nesta temporada o Gabigol não participou de nenhuma partida oficial do clube. Na temporada passada, ele fez 10 jogos, totalizando 184 minutos em campo, e marcou um gol.

Pouco aproveitado, mas feliz

Gabriel foi negociado com a Inter de Milão logo após conquistar a medalha de ouro com a Seleção Brasileira nas Olímpiadas do Rio de Janeiro.

No clube italiano não conseguiu se firmar nem no banco de reservas, mesmo com o clube tendo três técnicos durante a temporada. Mesmo com poucas aparições conseguiu marcar um gol no Campeonato Italiano, mas foi duramente criticado na penúltima rodada do campeonato, quando ao abandonar o banco de reservas ainda com o jogo em andamento após o treinador efetuar a terceira substituição.

Apesar de jogar pouco, o jogador recentemente deu uma entrevista afirmando que não se arrepende de ter trocado o Santos pelo futebol italiano. “Claro que não me arrependo. Fui feliz no Santos, conquistei títulos e saí para um grande time”, disse. Gabigol também analisou que a primeira temporada em outro país sempre é difícil, mas que hoje entende melhor o futebol da Itália, além de se considerar um novo jogador. “Fui feliz no Santos e vou ser feliz na Inter", concluiu o atacante.