Mesmo atravessando um mês de agosto totalmente desfavorável, com eliminações de competição e praticamente sair da briga pelo título do Campeonato Brasileiro, a diretoria do Palmeiras [VIDEO] decidiu pela permanência do técnico Cuca [VIDEO]. O futuro do treinador foi mais uma vez colocado em dúvida após a derrota para a Chapecoense, por 2 a 0, na noite deste domingo (20), no Allianz Parque.

A informação foi passada por um assessor do clube ao portal Globo Esporte. Logo após o jogo contra a Chape, segundo informações do repórter da Rede Globo Mauro Naves, houve uma reunião entre o treinador e diretores e como não houve um consenso e ele foi mantido.

No entanto, outro diretor desmentiu que tal reunião tivesse acontecido. Visivelmente abatido, Cuca deu entrevista coletiva após a partida afirmando que seguiria até o fim.

Apesar das recentes eliminações na Copa do Brasil e na Libertadores da América, além de já estar a três jogos sem vencer no Campeonato Brasileiro, o presidente Maurício Galiotte e o Alexandre Mattos deram declarações públicas de apoio ao treinador. Lembrando que, em caso de demissão, o Verdão terá que pagar uma multa rescisória no valor de 1 milhão e meio de reais ao treinador. Ao final da partida, muitos torcedores protestaram contra o treinador.

Dividir responsabilidades

Dentre os jogadores, o discurso é o de dividir responsabilidades. Um dos poucos a falar após a partida, o goleiro Fernando Prass disse que é contra a mudança de treinador.

Ele ainda afirmou que se não tivesse havido a mudança no início da temporada a situação poderia ser melhor neste momento. “Não pode colocar a culpa em uma pessoa, seria uma análise muito rasa”, disse.

Outro jogador que falou após o resultado negativo foi o meia Moisés, que também se manifestou favorável a manutenção do técnico, lembrando que é normal pedirem cabeças quando há uma sequencia de resultados negativos. “Não é assim. Tá em um conjunto, todos têm que melhorar”, disse.

Apesar de aumentar a sequência negativa no Campeonato Brasileiro, todos os times que iniciaram a rodada no G-6 não venceram, o que fez o Palmeiras se manter na quarta posição, com 33 pontos, porém houve aproximação de Flamengo e Cruzeiro.

O Palmeiras voltará a campo no próximo domingo (27), quando novamente no Allianz Parque fará o clássico diante do São Paulo. O jogo deverá ter uma dose extra de tensão, uma vez que a derrota do Verdão para a Chape jogou o Tricolor para a zona de rebaixamento.