Depois de assumir o comando do Bahia [VIDEO] antes da partida diante da Chapecoense, pela 18ª rodada do Campeonato Brasileiro, nesta quarta-feira (30), o Preto Casagrande foi efetivado como técnico [VIDEO]do Tricolor de Aço. Ele estava desde o final do mês passado ocupando o cargo que era de Jorginho e, após cinco partidas, a diretoria do clube decidiu por sua efetivação.

No período em que esteve no banco de reservas da equipe baiana, Preto obteve duas vitórias, contra São Paulo e Vasco, um empate contra a Chapecoense e perdeu para Atlético Paranaense e Botafogo. Com esses resultados, a equipe se colocou na 14ª posição com 26 pontos ganhos, apenas um acima da Chapecoense, primeiro time dentro da zona de rebaixamento.

“O clube está formalizando a efetivação do Preto Casagrande no comando técnico. Decisão tomada com equilíbrio, cautela, após período de avaliação”, disse o presidente Marcelo Sant'Ana, no programa de rádio oficial do clube. O presidente afirmou ainda que, em breve, será anunciado um novo nome para ocupar o cargo de auxiliar técnico na comissão permanente do clube.

Torcida pela efetivação de Preto

A efetivação do treinador também contou com total apoio do elenco, que já queria que ele seguisse no comando do time. Nas entrevistas dadas nas últimas semanas, os atletas sempre demostraram o desejo que Casagrande seguisse dirigindo o Bahia.

Com relação ao elenco, o presidente revelou que, em ao menos três oportunidades, os jogadores pediram a saída de Guto Ferreira, hoje no Internacional, por conta do mal relacionamento com os atletas.

“Ele (Guto Ferreira) não era um exemplo de pessoa bem querida com os jogadores, mas era um profissional que sempre teve liderança respeitada, independentemente de A, B ou C gostar da figura”, confidenciou.

O agora treinador já deu entrevista após a efetivação e avaliou a decisão da diretoria como “muito acertada”. Ele disse ainda que acredita no elenco e que tem esperança que o time consiga alcançar os resultados. Preto Casagrande já foi jogador do time e havia retornado à Fonte Nova no início do ano passado para a função de auxiliar técnico. Anteriormente, tinha atuado como comentarista esportivo e empresário de jogadores. Também fez estágios com os técnicos Abel Braga e Caio Júnior.

Com a parada para os jogos das Eliminatórias da Copa do Mundo, o Bahia volta a jogar apenas no próximo dia 11, quando viaja para encarar o Atlético Goianiense, no estádio Olímpico. O Dragão vem embalado pela vitória diante do líder Corinthians, em plena Arena de Itaquera.