O Inter vem se encontrando na Série B e até pouco tempo estava fora do G4, hoje vem fazendo bons jogos e a chance de subir para a Série A vem só aumentando. De acordo com o matemático Tristão Garcia, o América Mineiro tem 88% de chances de subir para a Série A, a frente somente do Colorado, que tem 77% de chances. Esses números são baseados até a rodada 20º, sem contar o duelo contra o ABC.

Com a sequência da temporada, caso o time consiga manter a pega atual para os próximos jogos, esse número deve disparar e deixar o torcedor colorado ainda mais tranquilo em relação a subida para a Série A. Um dos medos, antes com o Futebol abaixo do esperado, era chegar nos jogos finais da temporada sem ter conseguido o acesso.

O Vasco da Gama é um dos exemplos. O time carioca jogou a segunda divisão no ano passado e estava levando tranquilamente a competição, mas os resultados começaram a ser escaços e assim começou a sofrer para se manter entre os primeiros colocados na tabela de classificação. O resultado foi que no último jogo, tinha que vencer para voltar novamente para a primeira divisão.

Um dos grandes problemas que o time passou no início da temporada foi não está acostumado com times que jogam mais na defesa. Como o Inter é o time a ser batido na Série B, quase todas as equipes esperam e tentam sair no contra-ataque, obrigando assim uma equipe que está acostumada a jogar com grandes times, procurar encontrar espaço nas defesas adversárias e assim sair com os três pontos garantidos.

Com a contratação [VIDEO]de novos jogadores e a melhora do rendimento do time sobe o comando de Guto Ferreira, o time deve alcançar o América Mineiro já nas próximas rodadas e brigar para terminar o ano com a classificação garantida e quem sabe com o titulo da Série B.

Guto Ferreira estava pressionado e alguns jogadores estavam em baixa. Com a contratação de Leandro Damião, que estava no Flamengo e Camilo, que defendia o Botafogo [VIDEO], as coisas melhoraram, os resultados positivos voltaram e o time disparou na tabela de classificação, chegando a vice-colocação.

Um dos pontos fracos do time gaúcho é o sistema defensivo. Com a melhora de produção dos defensores, o time quase não leva gols e isso de uma melhorada no ambiente.

''Tudo mudou, está dando certo, mas ainda não conseguimos nada e precisamos continuar o nosso trabalho da mesma forma. Ainda falta muita coisa'', comentou Victor Cuesta, um dos responsáveis pelo crescimento defensivo do time.