O Palmeiras [VIDEO] teve que afastar uma das suas principais contratações para 2017. O volante Felipe Melo completou mais de um mês fora do grupo do Palmeiras e, desde então, tem treinado separadamente e sozinho.

Ainda nos vestiários do Mineirão, após a eliminação da Copa do Brasil para o Cruzeiro, Felipe não poupou críticas aos atletas e se excedeu. Bateu na mesa e cobrou forte. O técnico Cuca ficou incomodado com a ação, entendendo que o jogador não respeitou uma hierarquia.

Não perca as atualizações mais recentes Siga o Canal Futebol

Momentos depois, Alexandre Mattos, executivo de Futebol, foi avisado pelo técnico que o atleta estava afastado e que não trabalharia mais.

Durante o período de afastamento, Felipe postou algumas fotos em suas contas nas redes sociais, treinando literalmente sozinho.

Advogados do jogador acionaram o clube de forma extrajudicial apontando assédio moral. Após análise minuciosa do Departamento Jurídico do Palmeiras, ficou comprovado que o clube poderia sofrer danos severos na Justiça e arcar com R$ 7 milhões, valor que será pago ao jogador até o fim do contrato (final de 2019).

Reconciliação

Na semana passada, Mattos promoveu encontro entre Cuca e Felipe Melo em sua sala na Academia de Futebol. Os dois conversaram bastante [VIDEO]e o jogador pediu desculpa pelo áudio vazado. Na ocasião, Felipe chamou Cuca de 'mal caráter' e que 'não trabalharia mais com pessoas assim'. O treinador aceitou, mas não engoliu.

Em conversa isolada com Mattos, Cuca aceitou então reintegrar o jogador para evitar danos maiores ao clube. Felipe então deve voltar para a equipe no mês de setembro, na preparação para encarar o Atlético Mineiro fora de casa, no próximo dia 09, pelo Campeonato Brasileiro.

Vai jogar?

A volta de Felipe Melo não significa que ele vai entrar no time titular. Cuca, aliás, deve promover jogo duro para retomar a vaga. Bruno Henrique, Thiago Santos e Tchê Tchê têm a preferência do treinador e cativar uma vaga não será tão fácil assim.

A ideia da diretoria também é levar a situação em 'banho maria' até o final do ano. Se a relação entre os dois não for arrumada e não se tornar harmônica, o clube terá mais tempo para analisar propostas e efetivar um empréstimo em dezembro, data que encerra o Campeonato Brasileiro, única competição que o clube disputa atualmente.

O Palmeiras não deseja emprestar o volante para equipes nacionais. O Internacional, que está na Segunda Divisão, sondou as condições para negócio, mas se assustou com os valores salariais de Felipe Melo.