O Palmeiras [VIDEO] não vive uma boa fase no ano. Eliminado das principais competições que disputou (Campeonato Paulista, Copa do Brasil e Copa Libertadores da América), o clube agora luta por uma das vagas no torneio continental via Campeonato Brasileiro.

Na quarta colocação, o Verdão perdeu, no último domingo, para a Chapecoense por 2 a 0 em casa e viu a “gordura queimar”. O Flamengo venceu o Atlético-GO e se aproximou, podendo até superar o Alviverde na próxima rodada caso não vença o São Paulo na arena alviverde.

Maurício Galiotte, presidente do clube, é constantemente cobrado internamente. Sua sala está localizada no primeiro andar do prédio administrativo e, para chegar lá, é necessário passar entre os sócios que frequentam a sede social.

Além disso, conselheiros estão exigindo fortemente uma posição firme do presidente perante os últimos fatos.

O mandatário participou, ontem, do programa “Bola da Vez”, do canal esportivo fechado ESPN. Ele conversou, respondeu a perguntas sobre diversos assuntos e mostrou serenidade no diálogo.

Felipe Melo pode voltar?

O caso mais complicado do clube, atualmente, é a situação do volante Felipe Melo [VIDEO]. Galiotte fez questão de elogiar a postura do jogador e também a do técnico Cuca. Além disso, garantiu que ambos são ativos do clube, trabalham por salários e que nada está definido. Embora não tenha assegurado uma possível volta do jogador ao elenco, também não a descartou.

No mesmo dia, na Academia de Futebol, Cuca assumiu a posição de Jean na coletiva e também respondeu a perguntas dos jornalistas.

O treinador disse que o caso do volante está com a diretoria e que “não depende mais dele”, deixando clara a intenção de não ter mais o atleta na delegação.

Felipe Melo ganhou o respeito da torcida do Palmeiras por algumas posturas em campo, principalmente após a briga no Uruguai, no duelo contra o Peñarol pela Libertadores. O jogador tenta uma rescisão amigável, mas ainda não houve evolução quanto ao assunto.

E Mina?

Galiotte também fez questão de garantir que Yerry Mina deve ficar até julho do ano que vem. O jogador tem um pré-contrato com o Barcelona, e o time espanhol poderia exercê-lo no último dia 1º de julho. Entretanto, a visita do presidente na Espanha deu resultado, e Mina ficará no Palmeiras por mais um ano, ou seja, até 1º de julho de 2018.

Mina passou por cirurgia recente no pé esquerdo e só volta aos gramados em dois meses, ou seja, na reta final do Campeonato Brasileiro. O colombiano é presença certa na seleção caso consiga a classificação nas eliminatórias da Copa do Mundo da Rússia, em 2018.