O Palmeiras [VIDEO] encara o Santos pelo Campeonato Brasileiro neste sábado no Allianz Parque. O jogo é de 'vida ou morte' para ambas as equipes, já que ainda acreditam na disputa da taça do Nacional. Eliminados da Copa Libertadores da América pelo mesmo adversário, o Barcelona do Equador, os clubes veem na disputa do Nacional como uma forma de reaver um ano bastante negativo.

Os santistas não devem contar com o meia Lucas Lima. Lesionado, o atleta não tem condições atuais de jogo. No Palmeiras [VIDEO], a ausência do meio-campo é comemorada, principalmente pela velocidade e poder de decisão. Com uma zaga mais lenta, o jogador do rival poderia trazer mais problemas.

Conversas encerradas

Maurício Galiotte, presidente do Palmeiras, ligou para o presidente do Santos, Modesto Roma, e colocou fim nas especulações publicadas nos jornais. Alguns veículos confirmaram que o clube paulista estava monitorando e conversando com o meia Lucas Lima. Galiotte fez questão de negar com veemência a informação e colocou 'panos quentes'.

O histórico passado não ajuda. O Santos tinha proposta na mesa pelo atacante Keno, então no Santa Cruz. Alexandre Mattos, executivo de Futebol do Verdão, apressou-se e enviou um novo documento com valores superiores, ganhando a negociação e confirmando com o atacante. O fato irritou profundamente a diretoria santista.

Outro atleta que interessava o Santos e que fechou com o Palmeiras foi o lateral Michel Bastos. Em litígio no São Paulo, Bastos conversou com o Santos, preparou a bagagem, mas preferiu os valores oferecidos pelo time palmeirense.

As sucessivas falhas da diretoria santista de fechar com atletas foi transportada para Lucas Lima. O jogador não deve renovar e deve procurar uma nova equipe a partir de 2018. A Europa poderia ser um bom destino, mas o futebol chinês é muito mais rentável. Lima recebeu proposta recente de um time chinês no valor de R$ 4 milhões mensais, salário muito superior ao futebol da Europa e extremamente superior ao futebol brasileiro.

No Brasil, o Palmeiras seria o único clube capaz de pagar salários maiores e com mais regularidade. O atleta santista já enfrentou atrasos nos vencimentos no time alvinegro e não quer mais passar pela situação.

Oficialmente fora do negócio, a diretoria palmeirense deve atirar em outro alvo em breve. Mattos esteve na Espanha conversando com alguns representantes e em breve o clube pode apresentar novidades.