Depois do apito final, todo o elenco do time corinthiano permaneceu indignado com o árbitro Leon González. Com o empate, sem gols, contra a equipe do Racing, no estádio El Cilindro, pelas oitavas-de-final da Copa Sul-Americana, a equipe do Corinthians foi eliminada da competição. Ao fim do jogo, todos os atletas da equipe brasileira, completamente indignados, protestaram com o árbitro uruguaio pela maneira como a partida foi conduzida.

Vale lembrar que o jogo de ida, em Itaquera, havia sido 1 a 1. Por conta do gol sofrido dentro de casa, a equipe brasileira acabou dando adeus à competição continental.

Segundo o site O Globo, a revolta se deu pelos critérios usados pela arbitragem na marcação das faltas e pelas expulsões de Rodriguinho e Jô. O site esporteinterativo obteve as entrevistas de alguns dos corinthianos sobre a arbitragem durante a partida:

O lateral Fagner falou sobre o jogo: "Quem viu a partida e quem analisa o jogo vai ver que nitidamente não foi um jogo igual.

O futebol brasileiro tem que se unir, de uma certa forma, porque já aconteceu esse ano contra o Palmeiras, aconteceu com nós agora e vai acontecer com outros, .., para que quando se for jogar fora de casa seja uma coisa, no mínimo, justa". O lateral não gostou do estilo de condução da arbitragem. Fagner ressaltou que a equipe lutou muito dentro de campo mas, na sua visão, a partida não foi imparcial.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Palmeiras Corinthians

O diretor de futebol do Timão, Flávio Adauto, também se manifestou sobre o ocorrido: "A arbitragem não cometeu nenhum grande erro, mas cometeu 30, 40, 50 pequenos erros. E agora o Corinthians tem que pensar no campeonato brasileiro". O diretor também criticou o fato das arbitragens serem tendenciosas e disse que esse tipo de comportamento é o reflexo das nossas arbitragens, sendo o nível muito baixo.

O técnico Carille também considerou o árbitro tendencioso, deixando de fazer coisas para um lado e dando para o outro. Considerou o jogo muito pegado. Disse também que o Corinthians rodou bem a bola, mas tinha de ser mais agressivo na partida se quisesse a vitória. Para ele, a equipe brasileira tinha que chegar com mais força na área do adversário, o que acabou não ocorrendo dentro de campo.

Agora resta ao Corinthians somente o campeonato brasileiro pela frente, o qual lidera com uma vantagem expressiva de 10 pontos para o Grêmio (2.º colocado na tabela com 43 pontos).

O próximo jogo da equipe corinthiana será o clássico contra o São Paulo, no domingo (24), às 11h, dentro do Morunbi.

E você, caro leitor, o que achou da arbitragem no jogo contra o Racing? Deixe sua opinião logo abaixo.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo