Mesmo passando por um momento financeiro complicado, o Corinthians segue fazendo ótimas partidas na disputa do Campeonato Brasileiro, liderando a competição de forma incontestável. Vale destacar que o Timão iniciou a temporada sob muitas críticas, já que não tinha um elenco montado por grandes jogadores.

Surpreendendo a todos, o técnico Fábio Carille, que foi efetivado no começo do ano, conseguiu implementar sua filosofia de trabalho, que foi bem recebida pelos atletas. Com isso, o clube começou a obter bons resultados dentro das quatro linhas.

Em campo, o time corintiano está agradando a torcida, já fora dele a situação é completamente diferente.

Desde o início do ano, o presidente Roberto de Andrade já vinha argumentando que o clube não faria contratações de peso, pois não havia muita verba para isso. Contudo, Carille conseguiu formar um time ideal e está conseguindo resultados excelentes.

O ponto positivo é que o Corinthians não desmanchou o elenco, fato que vinha acontecendo nas últimas temporadas. No entanto, a diretoria alvinegra estava preocupada com a possibilidade de não arrecadar fundos para quitar dívidas ou manter a folha salarial em dia.

Para a alegria do Timão, o volante Paulinho, que passou pelo clube, foi vendido para o Barcelona. Com isso, a equipe paulista ficou com uma parte do valor da transferência, por ter participado do ciclo de formação do atleta. O Barcelona pagou aproximadamente R$ 151 milhões para tirar o volante do Futebol chinês, e o alvinegro ficou com cerca de R$ 1,2 milhão.

Os melhores vídeos do dia

Além de receber essa quantia pela transferência de Paulinho, o clube do Parque São Jorge ainda receberá aproximadamente R$ 16 milhões pela venda dos 15% dos direitos econômicos do atacante Malcom. O ex-corintiano renovou com o Bordeaux, da França, na última quarta-feira (27), até a temporada de 2021.

O Corinthians não fez muito esforço nas tratativas [VIDEO]. Portanto, essa negociação não tem haver com as conversas envolvendo a compra em definitivo do zagueiro Pablo, que ficará no Timão até o final desta temporada e tem seu futuro incerto.

Vale lembrar que na metade da temporada, o Timão tinha interesse em envolver os 15% dos direitos de Malcom na compra em definitivo de Pablo, mas as tratativas não avançaram, devido a desavenças envolvendo o empresário do zagueiro e a diretoria alvinegra.

Malcom foi revelado nas categorias de base do Corinthians e começou a ganhar oportunidades na equipe profissional a partir de 2014. Mas foi em 2015 que ele conseguiu se destacar e foi peça fundamental no time que foi campeão do Brasileirão, ainda sob o comando de Tite. Em 2016, Malcom foi comprado pelo Bordeaux por cerca de R$ 21 milhões e tem contrato com os franceses até 2021.