O Super Bowl 52 ainda não tem times definidos, apenas a data: será no dia 4 de fevereiro de 2018, em Mineápolis. No entanto, isso não é problema algum para a definição do super show de 15 minutos, que acontece no intervalo da grande final do futebol americano. De acordo com uma fonte interna da organização, o cantor escolhido para essa edição é o astro Justin Timberlake, que se apresentou no Rock in Rio ainda na última semana.

O anúncio ainda não foi feito porque Justin e a NFL (Liga Norte-Americana de Futebol) estão acertando os últimos detalhes do acordo. Ainda conforme veículos norte-americanos, os organizadores querem que Jay-Z se apresente ao lado de Timberlake.

No entanto, a revista US Weekly afirma que o rapper negou o convite. O marido de Beyoncé teria alegado que não quer se envolver com a Liga Norte-Americana pelas polêmicas que estão sendo causadas entre jogadores e o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump.

Essa não será a primeira vez de Justin Timberlake no super show do intervalo do Super Bowl. Em 2004, o cantor se apresentou ao lado de Janet Jackson. Com certeza Justin nunca esqueceu a primeira vez, já que cometeu uma grande gafe naquela apresentação. Quando cantava a música Rock Your Body, o astro do pop fez um movimento muito brusco e acabou arrancando a parte de cima da roupa de Janet Jackson, deixando expostos os seios da cantora.

O curioso é que após aquele ano, a organização do Super Bowl aprovou medidas para que aquilo não voltasse a se repetir.

Os melhores vídeos do dia

Desde 2005, os shows do intervalo são transmitidos com um delay proposital, para que a operadora possa cortar, censurar ou esconder possíveis erros nas apresentações.

Show do Super Bowl é rentável

O show do intervalo da grande final da NFL é, por tradição, os 15 minutos mais rentáveis e geralmente, com maior audiência da TV norte-americana. Para se ter uma ideia, um comercial de 30 segundos no intervalo do Super Bowl custa algo em torno de quatro milhões de dólares, algo que equivale a R$ 12 milhões. Para as marcas é uma pechincha se comparar a audiência que se tem no evento. Nos últimos anos, a partida inteiro tem uma média de 100 milhões de telespectadores apenas nos Estados Unidos. No último Super Bowl, apenas o intervalo, que contou com Lady Gaga, bateu o recorde de evento musical mais assistido nos EUA: foram 150 milhões de telespectadores.

Além disso, produtoras de cinema aproveitam o evento para lançar trailers de filmes aguardados pelo público. Na última edição, "Guardiões da Galáxia 2" e o novo "Piratas do Caribe" tiveram as prévias liberadas na transmissão da partida. #revelação #NFL - National Football League