Luis Fabiano é de longe o nome mais sentido no ataque nos últimos jogos do Vasco. No pior momento de Milton Mendes no Vasco, ele não estava em campo porque vinha fazendo um tratamento para redução das dores que estava sentindo. Antes do jogo contra o Bahia, ele passou sete partidas afastado, até voltar e sentir novamente.

Por conta dessas dores, ele passou por uma cirurgia no joelho e também corrigiu lesões na cartilagem, aumentando o tempo para a sua recuperação. Após a cirurgia, o clube informou que o tempo de recuperação era de seis semanas.

''Nós estamos respeitando o prognóstico médico para a sua completa recuperação em seis semanas.

Quando o seu joelho foi aberto na cirurgia, teve outros reparos. Todos os atletas, novos ou experientes, têm danos. Luis tinha lesões na cartilagem e aproveitou para limpar e assim parar com as dores sentidas. Nós estamos sendo conservadores. Não há previsão de retorno ainda. Caso o problema fosse somente no menisco, já estaria apto a voltar aos gramados", afirmou o gerente científico Alex Evangelista, em entrevista ao GloboEsporte.com.

Em um momento que Zé Ricardo tenta engrenar o seu trabalho no comando do Vasco. Como não atua contra o Corinthians, se espera que Luis Fabiano jogue contra o Sport, em Recife, na rodada seguinte. Caso não consiga atuar nas próximas rodadas, Andres Rios vai continuar substituindo o camisa.

Um dos grandes problemas [VIDEO]de Luis Fabiano é a parte física.

O jogador tem uma enorme qualidade técnica, mas por conta das lesões, fica vários jogos fora e assim os treinadores tem que buscar no banco de reserva um substituto à altura.

Além da volta de Luis Fabiano nos próximos jogos, o Vasco também contará com o seu torcedor após a partida contra a Chapecoense em São Januário. O jogo contra a Chape será o último da punição sofrida pela equipe por conta da confusão no clássico contra o Flamengo, ainda no primeiro turno.

Jogando em casa, a esperança é que o clube reencontre o ótimo momento que vivia sobe o seu comando. Com um grande aproveitamento, o time começou a cair de produção após a punição sofrida e chegou a ficar a dois pontos da zona de rebaixamento a algumas rodadas.

O Gigante da Colina tem apenas o Campeonato Brasileiro a disputar, por consequência joga menos e assim preserva a parte física e terá menos lesões, podendo fazer um final de temporada em alto nível e brigar até o fim por uma vaga na Libertadores da América.