Pela primeira vez na história da Fórmula 1, um Grande Prêmio noturno foi disputado com chuva, o que tornou o traçado de Cingapura ainda mais desafiador. Além de todas as condições climáticas, a corrida também foi marcada por um feito histórico protagonizado pelos pilotos da ferrari, porém a escuderia não tem motivo algum para se orgulhar disso.

Logo nos primeiros metros após a largada, o pole Sebastian Vettel se envolveu em um acidente com seu companheiro Kimi Kaikkonen e Max Verstappen, da Red Bull, que acabou sobrando também para o piloto espanhol da McLaren Fernando Alonso.

Não perca as atualizações mais recentes Siga o Canal Futebol

Os quatro pilotos abandonaram a corrida e pela primeira vez em toda a sua vitoriosa história, a Ferrari vê seus dois pilotos baterem entre si em um Grande Prêmio de Fórmula 1.

Os comissários consideraram a batida como acidente de corrida e decidiu não punir nenhum piloto.

Logo na largada, Kimi que havia saído em terceiro, tentou ultrapassagem sobre Verstappen pela esquerda e acabou sofrendo um toque do piloto da Red Bull. Com a batida, o finlandês da Ferrari perdeu o controle e acabou acertando o pole Vettel, que havia largado mal. Desgovernada, a Ferrari de Kimi acabou batendo novamente na Red Bull na entrada da curva, que por sua vez levou consigo a McLaren de Alonso. Mais à frente, perdeu o controle de seu carro e acabou batendo de frente no muro.

Fora a frustração de ver seus dois carros fora de combate, outro fato que será muito lamentado em Maranello, sede da equipe, é o comprometimento da briga pelo título de pilotos e também de construtores. Apesar de chegar três pontos atrás do inglês Lewis Hamilton, a equipe tinha muita confiança em recuperar a liderança do campeonato, ainda mais após Vettel fazer a pole e ver o concorrente da Mercedes ficar com apenas a quinta colocação no grupo.

Porém o incidente na largada colocou tudo a perder e a vitória caiu no colo do tricampeão, que agora abriu 28 pontos de vantagem na liderança, restando ainda seis corridas para o final do campeonato. No campeonato de construtores a Mercedes abriu ainda mais vantagem, tendo agora 475 contra 373 dos italianos.

A corrida terminou com vitória de Hamilton, seguido de Daniel Riccardo e Valtteri Botas. O brasileiro Felipe Massa, que largou 17º lugar, não conseguiu se aproveitar dos incidentes da corrida, terminando a prova apenas na 11º posição. Em sua possível última temporada, o brasileiro é apenas o 11º colocado no campeonato com 31 pontos, apenas três a frente de seu companheiro de equipe, o novato Lance Stroll.

A próxima corrida será no dia 1º de outubro, com o GP da Malásia.