O Flamengo já demonstrou interesse em várias oportunidades em atuar no Estádio Nilton Santos como mandante, mas isso é algo que raramente irá acontecer. As duas diretorias vem aumentando as provocações nos últimos anos, fazendo com que a relação dos clubes não seja boa. O presidente do Botafogo, Carlos Eduardo Pereira e o mandatário flamenguista, Bandeira de Melo [VIDEO], se encontraram no 'Seleção SporTV' e conversaram sobre a situação do estádio.

CEP explicou a situação e falou sobre os preços cobrados para o aluguel do estádio. O presidente disse que o clube tem o direito de colocar um preço justo, estabelecendo uma boa condição comercial.

''O problema é que nesse tempo todo nunca chegamos a um acordo comercial. Esse é o principal motivo. Esses acordos comerciais, onde cada equipe busca um resultado dentro da sua expectativa'', afirmou [VIDEO]o mandatário botafoguense.

O presidente do Flamengo, Bandeira de Melo, deseja fazer uma nova licitação do Maracanã, onde os clubes poderiam utilizar o estádio. Mas, por conta de questões políticas, isso está sempre sendo adiado, dificultando a conclusão dessa longa novela. Caso isso ocorra, os quatro clubes ainda poderão atuar no templo do Futebol carioca.

Em jogo pelo Brasileiro, houve confusão fora do estádio e um torcedor acabou sendo morto em 2017. Os clubes voltaram a se encontrar, mas dessa vez em jogo válido pela Copa do Brasil. O rubro-negro se saiu melhor, venceu a partida e se classificou para a grande final da competição.

As duas equipes irão se enfrentar novamente, nesse domingo, em jogo válido pelo Brasileirão. Como o Flamengo está focado na Copa do Brasil e o Bota na Libertadores, a tendência é os dois times entrarem em campo com os reservas, preservando os jogadores titulares para as outras competições.

O alvinegro está mais interessado nesse jogo. Isso porque em 5 encontros em 2017, foram três vitórias flamenguistas e 2 empates. No último clássico do ano, Jair Ventura pode conseguir o seu primeiro triunfo em cima do seu maior viral na temporada e ainda frear a arrancada do rival na disputa do Campeonato Brasileiro.

O Glorioso está focado na disputa da Libertadores, por conta disso deixou a competição nacional em segundo plano. O Grêmio, rival direto do Corinthians na busca pelo titulo nacional, deve optar por mandar os seus reservas diante do Vasco, em jogo que vai acontecer no sábado, um dia antes do clássico carioca.