O ex-jogador e ídolo França costuma usar conta oficial no Twitter para comentar sobre o São Paulo. O ex-camisa 9 assiste às partidas do Tricolor e emite opiniões para os seus mais de 13 mil seguidores.

No sábado (9), após empate por 2 a 2 com a Ponte Preta, no Morumbi, França criticou a direção de futebol, o treinador Dorival Júnior, defendeu Rogério Ceni, com quem atuou na época de jogador, e falou sobre a situação de Cueva.

Críticas a Dorival Júnior

“Dorival perdeu dois pontos hoje. Como pode deixar dois pontas em campo com o volante expulso ganhando o jogo?”, afirmou o ex-jogador. O São Paulo vencia a partida por 2 a 0 quando o volante Jucilei evitou um gol da Ponte com a mão e o juiz, além de marcar pênalti, expulsou o jogador.

Para França, Dorival ter mexido no time e fechada a equipe na defesa, colocando um volante. “Time já leva canseira com Petrus e Jucilei, imagine com um só. Era muito simples repor um volante”, concordou um são-paulino.

Rogério Ceni e diretoria

França também comentou sobre a saída de Rogério Ceni. “Já disse isso, mas a culpa não era do Rogério? Pelo menos foi o que a diretoria disse quando ele saiu. Se eles não têm culpa, quem tem?”, perguntou o ex-jogador.

Na sequência, o ex-centroavante criticou o diretor de Futebol do São Paulo, Vinicius Pinotti. “O presidente vai tirar o diretor que não conhece futebol ou morrer abraçado com ele?”, perguntou.

“Está mais do que claro que o maior problema é o comando. Principalmente o que manda na comissão técnica”, cutucou novamente.

Cueva

Para França, duas medidas poderiam ser tomadas em relação ao meio-campista peruano Cueva: colocá-lo como titular para recuperá-lo ou nunca mais o futebol dele volta.

“Escolheram a segunda, afirmou o ex-jogador.

“Quanto a resposta do Cueva, se jogaram para a imprensa na semana, agora tem que aguentar a resposta. Cobraram ele, agora não reclamem”, afirmou. Durante a semana, Rodrigo Caio disse em coletiva que Cueva tinha que se ajudar.

Depois do empate contra a Ponte Preta, repórteres tentaram conversar com o peruano e ele pediu que falassem com Rodrigo Caio.

Ponto positivo

Para França, o único ponto positivo no empate contra a Ponte Preta depois de o São Paulo abrir 2 a 0 no placar, com Hernandes e o zagueiro Bruno Alves, foi a atuação dos mais novos. “Os meninos jogaram bem. Lucas e, principalmente, Militão jogaram bem, no geral o primeiro tempo foi bom”, afirmou o ídolo da torcida são-paulina.