A diretoria do Grêmio está prestes a anunciar um novo reforço visando a disputa da semi-final da Copa Libertadores,. Com as lesões de jogadores como Douglas [VIDEO] e saída de Bolaños e Gata Fernandez, o tricolor viu a necessidade de contratar um novo jogador para a posição, e foi em busca do jogador em outro clube brasileiro. O nome que está sendo especulado na Arena é de Cícero, meio campista do São Paulo.

O jogador, que desde agosto estava afastado do clube paulista, agora esta definitivamente fora. Sua rescisão de contrato foi assinada nesta quinta-feira (28), liberando o jogador para acertar com um novo clube. O nome do Grêmio surgiu logo após o acerto, tendo em vista que é um clube que necessita de seu Futebol e tem a fama de recuperar atletas que não estão em boa fase, como foi o caso de Lucas Barrios e Léo Moura.

Cícero tinha 30 jogos e quatro gols marcados na temporada. Caso vá para o Grêmio, poderá ser inscrito e disputar a Copa Libertadores, mas ficará de fora do Campeonato Brasileiro por já ter disputado 10 partidas na competição.

Segundo a direção São Paulina, o atleta não foi afastado por questões físicas e técnicas, e sim por problemas no dia a dia do clube [VIDEO]. Devido ao contrato, o jogador abrirá mão de grande parte do salário para se desligar do clube, o que indica um provável pré acordo com um novo clube.

A carreira de Cícero

O jogador de 33 anos, que atua como volante e meio campo, começou a carreira no Tombense, logo se transferindo para o Bahia e Figueirense, onde começou a ganhar prestígio no futebol. No clube catarinense, seu sucesso veio com um trio de ataque conhecido por todos: Cícero, Soares e Schwenck.

Com a boa fase vivida em Florianópolis, o jogador foi logo contratado pelo Fluminense, onde foi titular na grande campanha do clube carioca na Copa do Brasil em 2007 e chegando a final da Copa Libertadores em 2008.

Suas boas atuações renderam olhares de clubes europeus, que logo trataram de oferecer uma boa grana pelo atleta. O Hertha Berlim o contratou por 2 anos, mas logo emprestou para o Wolfsburg. Em 2011 o jogador estava de volta ao futebol brasileiro, desta vez para atuar com a camisa do São Paulo. Pelo clube paulista, o jogador teve muitos altos e baixos, começando como titular absoluto e perdendo espaço com o técnico Ney Franco.

Pelo Santos, em 2013, o jogador viveu a sua melhor fase da carreira, sendo um dos destaques do Campeonato Brasileiro, com 14 gols. O jogador ainda passou por Fluminense e Al Gharrafa antes de retornar ao São Paulo.