Atualmente defendendo a equipe do Avaí [VIDEO]no Campeonato Brasileiro, o ex-lateral da Inter de Milão e Seleção Brasileira Maicon não ficou nada satisfeito com a declaração feita pelo romeno Ianis Zicu, que em entrevista a uma emissora de TV de seu país disse que o jogador brasileiro aparecia aos treinos de segunda-feira da Inter de Milão bêbado [VIDEO] e que isso até mudou as a programação de treinos do time.

O ex-companheiro de clube, também disse que por conta dos atrasos de Maicon, o então técnico José Mourinho, após reunião com os jogadores do elenco, decidiu por mudar para o período noturno os treinamentos da equipe.

Não perca as atualizações mais recentes Siga o Canal Futebol

“Passaram a não mais trabalhar de manhã e sim de noite, porque aí Maicon poderia voltar”, disse o romeno, de 33 anos e que atualmente joga pelo Concordia Chiajna, da Romênia.

Ao saber da entrevista, o jogador do Avaí disparou não apenas contra o jogador que lhe fez a acusação, o qual também disse nem saber de quem sem trata, mas também com os veículos de comunicação que publicaram a notícia sem tê-lo ouvido antes. Para o jogador do Avaí, isso é coisa de quem quer aparecer mídia.

“Eu nem sei quem é o cara, nunca vi ou ouvi falar dessa pessoa, nunca joguei com ele enquanto estive no Internacionale”, esbravejou o brasileiro. Maicon negou que tivesse alguma vez chegado aos treinos nessas condições e questionou se teria ganhado tantos títulos pelo clube italiano caso tivesse se apresentado dessa forma.

“Penso na possibilidade de entrar com uma ação de reparação", ameaçou o agora jogador do Avaí, que fez apenas duas partidas no atual Campeonato Brasileiro pelo clube catarinense, que luta desde as primeiras rodadas contra a zona do rebaixamento.

Vários portais de noticias brasileiros e do exterior reproduziram a informação.

Maicon jogou durante seis temporadas na Inter de Milão, onde conquistou cinco títulos do Campeonato Italiano, uma UEFA Champions League e um Mundial de Clubes da FIFA. Pela Seleção Brasileira venceu duas vezes a Copa das Confederações e conquistou dois títulos da Copa América, porém passagem pela Seleção se encerrou de forma melancólica, ao ser dispensado em meio a dois amistosos, ainda na época do técnico Dunga, por indisciplina. Na Europa ainda jogou por Monaco, Manchester City e Roma.

A reportagem do portal Globo Esporte entrou em contato com a assessoria de imprensa da Inter de Milão. Eles responderam que não comentam sobre “especulações”.