Alguns jogadores do São Paulo culpam o árbitro Wagner do Nascimento Magalhães, do Rio de Janeiro, pelo empate com o rival Corinthians, em pleno Morumbi, na manhã deste domingo(24), pela 25ª rodada do Brasileirão. Entre os que mais reclamaram da arbitragem estão Rodrigo Caio e Petros. Ambos os jogadores do tricolor paulista acusaram o juiz de atuara favor do rival alvinegro, cometendo erros graves em lances polêmicos na partida. A dupla reclamou especificamente de lances como o gol anulado de Militão, Cássio defender abola após recuo de Pablo, Maycon pisar propositalmente na mão de Petros e reclamam também de suposta falta cometida por Rodriguinho, em lance que deu origem ao gol do Corinthians.

Veja no vídeo abaixo, o que diz o atacante do São Paulo:

Não mando recado

Petros disse ao repórter: Não mando recado, existiram 04 lances que decidiram o jogo e isso é inegável. Disse ainda o atacante, que não estava acusando o árbitro de agir de má fé e esperava que realmente não fosse esse o caso, pois já havia participado do jogos apitados por ele, e que o considerava um ótimo árbitro, no entanto, todo mundo está sujeito a errar, e que se fosse do outro lado, também estariam comentando.

Apesar de ter sido o autor do gol tricolor, Petros embarca no ônibus bastante inconformado pela atuação equivocada do árbitro carioca.

Rodrigo Caio

O zagueiro Rodrigo Caio também fez duras críticas ao árbitro Wagner do Nascimento Magalhães e aos jornalistas, e ainda disse: "todos viram que a nossa vitória não foi tirada pelo Corinthians, e sim pelas decisões equivocadas da arbitragem".

O zagueiro também desabafa e diz que, esse tipo de situação vem prejudicando o São Paulo há tempos e que jogos como contra o Coritiba, dentro do Morumbi, em que o árbitro do jogo deu pênalti em cima de Rildo, foi algo extremamente vergonhoso. Hoje, no lance em que nosso gol foi anulado, no qual Cássio esbarrou em Lucas Pratto, que estava completamente parado, o juiz de falta, erro crucial, diz o zagueiro tricolor.

Outro lance absurdo foi o jogador Maycon, com cartão amarelo, dar um chute proposital na mão de Petros e não ser marcada a falta.

Medo de apitar

O zagueiro também afirma que, muitas vezes, o juiz entra em campo pressionado, em jogos contra o Corinthians, pelo fato da imprensa ser toda corintiana, e que, muitas vezes, não se trata de incapacidade da arbitragem, e sim de falta de coragem em apitar contra o Corinthians.