O jornal El País, da Espanha, soltou uma bomba no domingo (24) sobre a situação do vestiário do #PSG. A publicação revelou os motivos que levaram #Neymar e Cavani a quase chegarem a se agredir nos bastidores do clube francês após discussão dentro de campo sobre quem cobraria as faltas e pênaltis da equipe [VIDEO]. De acordo com as informações, o craque brasileiro teria, desde a sua chegada, causado mal-estar dentro do clube parisiense.

O principal fato revelado pelo veículo espanhol é o de que o dono do Paris Saint-Germain, o empresário Nasser Al-Khelaifi, teria enviado um intermediário negociar com Cavani para que Neymar se tornasse o cobrador de faltas e pênaltis da equipe.

O empresário afirmou que o uruguaio ganharia o bônus da artilharia do Campeonato Francês sem precisar ser artilheiro (o valor é de R$ 3,7 milhões). De prontidão o centroavante recusou. Cavani garantiu que se o clube quisesse pagar não teria problema, mas que não abandonaria a sua posição. O uruguaio respondeu que estava há quatro anos no PSG e conquistou com "dignidade" a posição que tem atualmente.

A ideia de Al-Khelaifi era de amenizar os ânimos de Neymar e Cavani, no entanto, o dono do clube aumentou a polêmica. O elenco ficou sabendo da ação e tomou o lado de Cavani, deixando Neymar isolado.

Ainda de acordo com fontes próximas do clube parisiense, o mesmo intermediário tentou negociar com o brasileiro. A ideia era agradar Neymar para ele esquecer a questão dos pênaltis e a polêmica com o uruguaio.

No entanto, o camisa 10 não recuou e também não aceitou os mimos do PSG.

O El País destaca que o clube e jogadores, como Dani Alves, tentam passar a impressão que está tudo resolvido. No entanto, na última quarta-feira (20), Neymar voltou de folga e continuou a questionar a posição de Cavani no vestiário. Ao não obter resposta, a publicação garante que o brasileiro teria dito que estava com dor no pé e pediu para não jogar no sábado (23) contra o Montpellier.

Desavença entre Neymar e Cavani nasceu antes dos pênaltis

Conforme o El País, a reação de Cavani ao comportamento de Neymar nada mais é do que uma representação do que grande parte dos companheiros do PSG sentem em relação ao brasileiro. O mal-estar teria começado logo depois que o camisa 10 chegou ao clube francês. A UEFA ameaçou de punir os parisienses pelo desrespeito ao Fair Play Financeiro. Al-Khelaifi chegou a receber ligações de dirigentes da entidade, em que afirmavam que deixaram os franceses até oito anos fora de competições europeias pelo gasto excessivo na contratação do brasileiro (o valor é de 222 milhões de euros).

Para tentar conter a UEFA, o empresário e dono do clube teria pedido que dirigentes do PSG entrassem em contato com empresários de diversos jogadores do clube, os avisando que os seus representados estavam à venda por causa da contratação de Neymar. Entre os nomes da lista estavam Di Maria, Draxler, Lucas Moura, Matuidi, Pastore, Ben Arfa, Aurier e Thiago Silva.

Após o caso, Matuidi, que era um dos líderes do elenco, forçou sua saída para Juventus por apenas R$ 72 milhões. A transferência deixou o grupo insatisfeito.

Além da ação de Al-Khelaifi, a atitude de Neymar desde que chegou ao PSG não agradou os companheiros. De acordo com o jornal, o brasileiro teria chegado comportando-se como o melhor jogador do mundo, por ser a maior transferência do #Futebol. Os veteranos da equipe tentaram avisar o camisa 10 do seu comportamento, no entanto, o craque não quis dar ouvidos.

Para conter os ânimos, por conselho do técnico Unai Emery, o dono do clube voltou atrás e reuniu os jogadores que estava na lista de transferências. Al-Khelaifi explicou que todos faziam parte do elenco e eram intransferíveis.

O fato, de acordo o jornal, é que o elenco do PSG está rachado. Cavani e o zagueiro brasileiro Marquinhos representam os jogadores que se sentem prejudicados com a chegada e ações de Neymar. Enquanto isso, Thiago Motta, Thiago Silva e Daniel Alves tentam acalmar os ânimos no vestiário.

Se o clima continuar como está, o dono do Paris Saint-Germain já teria tomado lado. Al-Khelaifi estaria se movimentando para transferir o uruguaio Cavani [VIDEO].