Há uma razão política que pode mexer muito com o futuro de um dos maiores times [VIDEO] da Europa. Pode estar passando um pouco desapercebido dos olhares de todos, mas na Espanha está acontecendo um debate muito tenso. E o final pode ser muito complicado, e pode mesmo se dar a independência da Catalunha. Perante esse cenário, o futuro do time Barcelona poderia estar comprometido para sempre.

Tudo se vai decidir no dia 1 de outubro. Apesar de muita contestação nas ruas da Espanha, vai mesmo para a frente o referendo sobre a independência da Catalunha. A Catalunha é a região da Espanha que tem como capital Barcelona. A região não é muito grande, mas tem mais de sete milhões de pessoas, que exigem o direito de decidirem se pretendem ficar ou sair da Espanha.

O conceito é mais ou menos semelhante com o que está acontecendo na Inglaterra e o Brexit. Porém, enquanto os ingleses decidiram sair da Europa, os catalães querem votar se saem ou não da Espanha.

Os movimentos independentistas da Catalunha defendem que a região está saindo prejudicada em relação a todo o país e, por isso, eles pretendem a saída da Espanha. Às pessoas, cabe agora a decisão de votar se sim ou se não. Porém, esse processo político não está correndo nada bem e está sendo muito violento. Do governo, em Madri, chegam mensagens de repressão para eles não fazerem isso, e vários líderes políticos da Catalunha estão sendo presos. Aliás, Madri pretende proibir esse referendo, mas os catalães estão indo em frente e desejam mesmo votar.

Barcelona pode sair da Espanha

Se Barcelona ficar independente da Espanha, muito vai mudar, incluindo no Futebol.

O jornal Diario Gol está destacando que o Barcelona [VIDEO], o maior time da região pode ter que sair do Espanhol. De fato, Javier Tebas, presidente da La Liga já falou que se a Catalunha ficar fora da Espanha, poderia ficar comprometida a presença de times como Barcelona e Espanhol de Barcelona no campeonato.

Nesse caso, onde competeriam esses times? Existe a possibilidade da Catalunha formar um campeonato próprio, onde entrariam também o Girona, por exemplo. No entanto, esse cenário seria mau para todos e até para a competitividade do Espanhol, o que poderia ditar a saída dos maiores craques do Barcelona para outros campeonatos. Messi e Dembelé, que não são catalães, nem espanhóis, poderiam mesmo abandonar o time, nesse cenário, por culpa da política.

O Diario Gol afirma, no entanto, que a La Liga não poderia fazer uma coisa dessas, uma vez que também Andorra tem times participando no Espanhol.

Será então que Javier Tebas está tentando influenciar o voto dos catalães? Isso ainda não se sabe, mas são muitos os torcedores que vão lembrando que Messi nem renovou contrato ainda e a preocupação cresce.