A novela envolvendo a renovação de contrato do goleiro Fernando Prass com o Palmeiras parece que está chegando ao fim [VIDEO]. O presidente Mauricio Galiotte revelou na manhã desta terça-feira (26), durante a realização de um evento, que o jogador terá seu vínculo estendido por mais um ano. “Houve uma reunião entre nós: eu e Fernando Prass. Ele fica, provavelmente, por um ano”, revelou o mandatário palmeirense.

Fernando Prass está com 39 anos e nesta temporada chegou a perder a posição para Jaílson em algumas partidas, porém com a contusão do mesmo, voltou a ser titular da meta palmeirense. Ele chegou ao clube em 2013 para a disputa da Copa Libertadores e do Campeonato Brasileiro da Série B e desde então se firmou como um dos principais líderes do elenco.

Ele foi campeão da Copa do Brasil em 2015, batendo uma das penalidades contra o Santos na decisão, disputada no Allianz Parque, fato que até lhe rendeu a confecção de uma camisa para jogadores de linha, semelhante a usada por ele naquela final. No ano passado perdeu a segunda metade do Campeonato Brasileiro após sofrer uma contusão enquanto treinava com a Seleção Brasileira para os Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro.

A iminente renovação colocará um ponto final em algumas especulações sobre seu futuro. Já chegaram, inclusive, a cogitar que ele retornaria ao Vasco ao final deste ano. No entanto, isso não significa que o clube não esteja atrás de outro jogador para a posição. Recentemente foi noticiado que o clube estava interessado em Weverton, do Atlético Paranaense, que inclusive foi o substituto de Prass no gol da Seleção Brasileira na Olimpíada.

Milésimo clássico

Quando entrar em campo no próximo sábado (30), no Allianz Parque, para enfrentar o Santos, o #Palmeiras estará completando seu milésimo clássico, levando em conta apenas confrontos contra São Paulo, Corinthians e o próprio Peixe, que curiosamente foi o adversário do primeiro, há quase 98 anos, mais precisamente em 3 de outubro de 1915, quando em partida amistosa, o Santos venceu por 7 a 0 o então Palestra Italia.

Apesar da goleada na “estreia” em clássicos, o saldo palmeirense contra seus principais oponentes é positivo. O time verde venceu 367 jogos, empatou 295 e perdeu 337. Em 2015, Palmeiras e Santos protagonizaram duas finais decididas nos pênaltis. No Campeonato Paulista, o Peixe se deu melhor na Vila Belmiro, enquanto que, meses depois, o Palmeiras levou a melhor no Allianz Parque, conquistando o título da Copa do Brasil e a vaga na Copa Libertadores. #PaixãoPorFutebol #Mercado da bola