A polêmica entre Cavani e Neymar [VIDEO] parece ter acabado, pelo menos publicamente, como declarou o técnico Unai Emery, e o lateral-direito Dani Alves. No entanto, a confusão parece ter irritado o dono do Paris Saint-Germain, Nasser Al-Khelaifi, que teria tomado uma decisão importante sobre o futuro do ataque do clube francês. De acordo com a imprensa europeia, o empresário teria decidido vender o uruguaio Cavani, como Neymar havia pedido [VIDEO], e contratar o atacante chileno Alexis Sanchéz, atualmente no Arsenal.

As movimentações para as duas transações já teriam começando nos bastidores, mesmo que a próxima janela de transferências comece apenas em janeiro.

Conforme informações do Diario Gol, o PSG teria primeiro oferecido Cavani ao Real Madrid, que não fez nenhuma grande contratação antes do início dessa temporada e não vem atuando bem no Campeonato Espanhol.

Vale lembrar também que atualmente os Galáticos contam apenas com Cristiano Ronaldo, Benzema e o desconhecido Borja Mayoral como atacantes de origem. Apesar da oferta do PSG, os espanhóis ainda não teriam respondido se tem ou não interesse no atacante uruguaio de 30 anos.

Do outro lado, Al-Khelaifi já estaria começando negociações com o atacante chileno Alexis Sanchéz, que está de saída do Arsenal, da Inglaterra. Curiosamente, Sanchéz pode ser uma contratação barata, comparado com as 400 milhões de libras gastas nas jovens estrelas Neymar e Mbappé. O chileno está insatisfeito no seu atual clube e não quis renovar o contrato, que se encerra na metade de 2018.

Isso significa que a partir do próximo janeiro, o sul-americano pode assinar de graça com qualquer equipe.

Para assinar com Sanchéz, que certamente não fica no Arsenal, o PSG precisa bater a forte concorrência do Manchester City, que quase conseguiu contratar o chileno na última janela de transferências. Para isso, os franceses pretendem oferecer um salário de 400 mil libras semanais. O valor supera em mais de 100 mil libras a oferta salarial dos ingleses, que deve ser de 275 mil libras semanais.

Mesmo com as movimentações nos bastidores, muitos comentaristas questionam a contratação Sanchéz, já que o chileno tem características diferentes de Cavani, que é um centroavante. A explicação é simples: com Sanchéz, o PSG deve passar a utilizar Mbappé como centroavante e ter Neymar e o chileno jogando pelos lados do campo. Ainda existe a possibilidade do brasileiro virar um meia-atacante e auxiliar uma possível dupla de ataque formada por Mbappé e Sanchéz.