Ainda na briga pelo título da Copa Sul-Americana e buscando se manter na zona de classificação para a próxima edição da Copa Libertadores da América, o Flamengo também já começa a pensar [VIDEO]na próxima temporada. De acordo com notícia publicada pela Gazeta Esportiva, o técnico Reinaldo Rueda já foi autorizado pelos dirigentes rubro-negros a preparar uma lista de nomes que não farão mais parte do elenco a partir de 2018. E nesta relação devem constar nomes de peso no elenco.

Um dos mais criticados durante a temporada, o goleiro Alex Muralha deverá encabeçar a lista de dispensas. Depois de ter perdido espaço para o jovem Thiago e após a chegada de Diego Alves, dificilmente ele terá espaço no clube.

Outro que também deve deixar o clube é Darío Conca, que chegou com status de grande reforço para a Copa Libertadores. Ele chegou no início do ano para seguir tratando uma contusão no clube e só passaria a receber salário após entrar em campo. Porém ele jogou poucos minutos e não nas partidas em que o Flamengo optava por usar um time alternativo não chegava a ser relacionado nem para o banco de reservas. Outro argentino que também pode estar de saída é o meia Federico Mancuello.

Outro que também pode sair, mas neste caso por conta das boas atuações, é centroavante Felipe Vizeu, que vem recebendo sondagens de equipes da Espanha e da Itália.

Nada de seleção

O Flamengo não liberou Vinícius Junior para se juntar à Seleção Brasileira para a disputa do Mundial Sub 17. De acordo com a diretoria do clube, havia um acordo com a CBF que previa que o jovem atacante seria liberado apenas se o Rubro-Negro conquistasse o título da Copa do Brasil.

Os melhores vídeos do dia

Como acabou ficando com o vice, a comissão técnica conversou com o jogador e foi decidido que ele permanece no clube. “Foi uma situação analisada com a diretoria, com a comissão e com o Vinicius. Queremos o melhor para ele”, disse o técnico Reinaldo Rueda.

Nada de perguntas

Incomodada, mais uma vez com uma manchete do jornal “Extra”, a diretoria do Flamengo decidiu tomar uma medida polêmica. Momentos antes da entrevista coletiva do técnico Reinaldo Rueda, o Departamento de Comunicação do clube proibiu o jornalista Rodrigo Dantas, que também escreve para “O Globo”, de fazer perguntas ao treinador.

A princípio, a informação que circulou é que a proibição tinha partido do vice-presidente de comunicação Antonio Tabet, porém o clube posteriormente informou que a decisão foi tomada de forma coletiva. Aliás, o próprio Tabet chegou a ser ironizado pelo jornal, por conta de um dia após a derrota nos pênaltis para o Cruzeiro ter “comemorado” a liderança nas redes sociais. No início da noite, o Dantas usou as redes sócias para anunciar o fim do veto flamenguista.