Neymar está fora do jogo deste sábado [VIDEO] (23) do Paris Saint-Germain contra o Montpelli, pela sétima rodada do Campeonato Francês. Nesta sexta-feira (22), o técnico Unai Emery divulgou a lista dos relacionados para a partida sem a presença do brasileiro. No entanto a ausência não tem relação, aparentemente, com as grandes polêmicas que envolveram o jogador ao longo da semana [VIDEO], após o confronto contra o Lyon.

De acordo com o jornal francês “L´Equipe”, o atacante brasileiro apresenta um problema no pé direito e a ideia da comissão técnica é poupá-lo para o jogo do meio de semana, contra o Bayern de Munique, pela Uefa Champions League.

Também nesta sexta, ele foi indicado ao prêmio de melhor jogador do mundo, oferecido pela Fifa, ao lado do ex-companheiro de Barcelona Messi e Cristiano Ronaldo.

Adepto às redes sociais, Neymar publicou uma foto em homenagem ao zagueiro brasileiro Thiago Silva, que está completando 33 anos. Na imagem, o atacante aparece com um curativo no pé direto, na região do dedão.

Os também brasileiros Daniel Alves, Thiago Silva, Marquinhos e Lucas foram relacionados, assim como Cavani, que, segundo foi especulado, teria se desentendido com Neymar após o último jogo. Por outro lado, Di María e Pastore serão outros desfalques do time. Eles ainda não se recuperaram de lesão e seguem fora.

Pediu desculpas

A polêmica envolvendo Neymar e Cavani, por conta de quem irá bater os pênaltis da equipe, parece que está chegado ao fim.

Segundo informações publicadas pelo jornal francês “L´Equipe”, o brasileiro teria pedido desculpas ao grupo por conta de toda a situação que ganhou destaque nas mídias nos últimos dias. Por ainda não dominar o idioma, o zagueiro Thiago Silva atuou como uma espécie de intérprete.

No jogo contra o Lyon, houve uma cobrança de falta na entrada da área. Cavani estava se preparando para bater, até que surgiu Daniel Alves e tirou a bola de sua mão, passando para Neymar. Teve ainda uma penalidade, em que Cavani não deixou o brasileiro bater. Cobrança esta que foi defendida pelo goleiro adversário.

Questionado sobre toda a polêmica em relação a quem será o batedor oficial de penalidade, o técnico Unai Emery não deixou claro como isso será definido dentro de campo. Ele afirmou que pênaltis são uma grande responsabilidade e que muitos jogadores querem assumi-la.

Sem revelar quem será o cobrador oficial, ele disse que agora a equipe possui dois batedores e que caberá a ele decidir quem irá executá-la. “A decisão será minha, de acordo com o momento e a importância do jogo”, disse o treinador.