Andrés Ríos chegou a São Januário sem muita expectativa de parte da torcida. Sendo um jogador pouco conhecido, era mais uma aposta cruz-maltina para a temporada. O atleta não conseguiu espaço com Milton Mendes, mas no clássico contra o Fluminense [VIDEO] foi um dos destaques e ajudou o ataque na vitória vascaína por 1 a 0.

Luís Fabiano está machucado e, por isso, Zé Ricardo terá que encontrar uma solução para o ataque nas próximas rodadas. O nome que deve se consolidar nos próximos jogos é Ríos [VIDEO], que será o atleta a substituir o Fabuloso. Mesmo com Luis Fabiano como titular absoluto, o argentino demonstrou não ter medo de brigar pela titularidade com o camisa 9.

''Eu sempre gosto de competir com os melhores atletas, Luis Fabiano é um grande jogador. Antes de ser contratado pelo Vasco eu já o conhecia. É muito bom disputar espaço com um atleta com tamanha qualidade', afirmou.

O atleta foi contratado há alguns meses junto ao Defensa y Justicia, da Argentina. O jogador foi uma espécie de 'chapéu' dado no Botafogo. Isso porque ele estava praticamente acertado com o rival, mas o Vasco entrou na história e o contratou. Pouco tempo antes, os dois clubes disputaram a contratação de Léo Valencia, um bom atacante chileno, que no fim, acabou acertando a sua ida para a equipe comandada por Jair Ventura e isso aumentou a rivalidade entre as equipes cariocas nas contratações.

Luis Fabiano é o titular absoluto, mas com a idade, veio uma sequência de lesões e o atacante já ficou de fora em muitas partidas nesse campeonato.

A tendência é que ele volte e jogue, mas com partidas espaçadas, abrindo oportunidades para outro atleta se destacar e brigar pela titularidade como homem fixo dentro da área.

O camisa 9 sofreu uma lesão no joelho e passou por uma pequena cirurgia. A tendência é que ele entre em campo lá pelo final do mês de setembro para ajudar o Vasco a conseguir os seus grandes objetivos para a temporada.

A melhora dos números ofensivos é um dos grandes desafios que Zé Ricardo terá no comando do Vasco. O novo treinador já começa sem uma grande briga no setor ofensivo, que também poderia ter o jovem Thalles, mas por conta de problemas físicos, ele acaba sem ganhar muitas oportunidades.

O novo treinador é visto como uma boa ferramenta, já que quando comandava o Flamengo, o rubro-negro sempre teve bons números no ataque, e o melhor, não sofria com o excesso de gols, um dos pontos fracos do Vasco, quando era comandado por Milton Mendes.