A ausência de dois dias do lateral-esquerdo Zeca dos treinamentos do Santos finalmente foi desvendada. Nesta quinta-feira (25), o clube recebeu uma notificação judicial dos advogados do atleta pedindo a rescisão do contrato. [VIDEO] Eles reclamam atrasos nos depósitos do FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço) e direitos de imagem.

O lateral não havia treinado na quarta-feira (25), quando o elenco se reapresentou após dois dias de volta. O #Santos justificou a ausência do jogador alegando que ele havia sido liberado para tratar de assuntos pessoais. Porém, Zeca tornou a não aparecer na quinta-feira e a diretoria disse, então, que iria apurar o motivo de seu sumiço.

A resposta veio no final do dia com a chegada da notificação.

O fato deixou o clima tenso nos bastidores do Santos, que atravessa delicado momento financeiro, uma vez que a diretoria teme em perder o jogador e os advogados do clube já trabalham no caso. Com contrato até o final de 2020, a multa rescisória do lateral é de 50 milhões de euros, cerca de cerca de R$ 191 milhões.

Alvo dos torcedores e nota

Após empate em 1 a 1 contra o Sport, na semana passada, Zeca foi um dos alvos da fúria dos torcedores santistas, chegando a ser cercado no aeroporto, quando a delegação voltava de Recife (PE). No intervalo do jogo contra o Atlético Goianiense, no domingo (23), ele foi xingando por alguns deles enquanto dava entrevista. A diretoria chegou a cogitar lhe aplicar uma multa devido a ter usado as redes sociais para criticar os torcedores.

Os melhores vídeos do dia

A assessoria de imprensa do jogador emitiu uma nota oficial onde diz que, mesmo com vencimentos atrasados, o jogador vinha cumprindo as obrigações com o clube, mas a situação passou a ficar insustentável após ele começar a ser perseguido e ameaçado por torcedores em redes sociais e citou o fato ocorrido no aeroporto.

"Ninguém tem tranquilidade para trabalhar com as ameaças que o atleta vem sofrendo diariamente. (...) Hoje, o jogador teme por sua integridade física, não está com cabeça para treinar”, diz um trecho do comunicado, que encerra dizendo que, por conta de tudo isso, o jogador decidiu procurar a Justiça e está seguro de sua decisão.

Agora sem Zeca, o Santos se prepara para o clássico deste sábado (28) contra o São Paulo, no estádio do Pacaembu. O Peixe divide a vice-liderança do Campeonato Brasileiro com o Palmeiras, com 53 pontos, e em caso de vitória, poderá ver a diferença para o líder Corinthians cair para três pontos. #PaixãoPorFutebol #Brasileirão