As duas maiores estrelas do UFC 217, o campeão peso-médio Michael Bisping e o ex-campeão meio médio do UFC, o canadense Georges St-Pierre, se encararam nesta sexta-feira (6) para promover o próximo evento da organização.

O evento ainda terá outras duas disputas de cinturão, [VIDEO] entre Cody Garbrandt e TJ Dillashaw, que lutam pelo cinturão dos pesos-galos e Joanna Jedrzejczyk e Rose Namajunas, em luta que valerá o cinturão peso-palha. O inglês Michael Bisping, conhecido pelo seu estilo provocador e falastrão, conseguiu tirar do série o sempre calmo e sereno St-Pierre. Na hora da encarada, Dana White teve que separar os dois lutadores, pois o canadense deu um empurrão no inglês.

Durante as entrevistas, o inglês também provocou o canadense dizendo que St-Pierre faz uso de esteroides anabolizantes e que por isso está mais forte. Bisping até disse que St-Pierre tem que mudar de roupa, já que no último encontro entre os dois ele vestia o mesmo terno.

O campeão peso-médio ainda afirmou que está pronto para arrancar a cabeça do canadense e que ele é muito franzino para a categoria. Georges St-Pierre apenas sorria diante das provocações e quando chegou a sua vez de falar, disse para os jornalistas presentes não darem crédito para o que Bisping estava falando, pois ele estava bêbado e por isso estava com óculos escuros.

O canadense fez questão de ressaltar que em caso de vitória, continuará lutando e defenderá o cinturão recém-conquistado. A informação animou os fãs do lutador, que sonham em ver uma superluta entre o canadense e Anderson Silva, já que ambos agora estão na mesma categoria.

Os melhores vídeos do dia

Assista na íntegra a encarada das três disputas de cinturão que ocorrerão no UFC 217 [VIDEO], marcado para acontecer no próximo dia 4 de novembro:

Retorno de George St-Pierre

Após ter ficado quatro anos parado longe do octógono, o ex-campeão dos pesos médios, que defendeu seu cinturão por nove vezes, permanecendo campeão por mais de seis anos, agora decide retomar a carreira de lutador. Longe das embates por escolha própria, o canadense, que junto com Anderson Silva estrelava a organização até 2013, agora quer voltar a lutar e ser campeão.

Em sua última luta antes de parar, ele venceu o americano Johnny Hendricks em uma luta muito parelha, onde até hoje é contestada a sua vitória. Na carreira, St-Pierre só tem duas derrotas, uma para Matt Serra e uma para a lenda do UFC, o ex-campeão meio médio Matt Hughes, quando foi finalizado com uma chave de braço.