Lanterna do Campeonato Brasileiro [VIDEO] da Série B [VIDEO], o ABC de Natal pode protagonizar um lamentável episódio no próximo sábado (28), data em que tem jogo contra o Londrina, pela 32ª rodada da competição. Com os jogadores em greve desde a última segunda-feira (23) por conta de três meses de salários atrasados, o time não deve entrar e campo.

Uma reunião foi feita nesta quarta-feira (25) com o objetivo de pôr fim ao impasse. Em determinado momento, os jogadores até se dispuseram a encerrar a paralisação.

Não perca as atualizações mais recentes Siga o Canal PaixãoPorFutebol

Durante o encontro, o clube informou que havia quitado os salários e que, por isso, eles deveriam voltar as suas atividades.

Porém ao conferirem os extratos bancários, os jogadores descobriram que apenas os vencimentos dos atletas da base, com valores mais baixos, haviam sido pagos.

O fato causou revolta e os jogadores consideraram que a diretoria estava querendo dividir o grupo e, por isso, decidiram manter a greve.

Os atletas estão aparados na lei para não entrar em campo. O artigo 32 da Lei 9.615/98, a Lei Pelé, prevê que jogadores profissionais estão autorizados a não jogarem depois de dois meses de vencimentos atrasados. Caso isso ocorra, o Londrina será declarado vencedor por 3 a 0.

Apesar de ter conquistado duas vitória e um empate nas três últimas rodadas da Série B, a situação do ABC ainda é muito complicada. Com apenas 25 pontos, o time potiguar está 11 pontos atrás do Figueirense, primeiro time fora da zona da degola. Caso perca para o Londrina por WO, já no próximo dia 3, quando o time tem jogo marcado contra o Luverdense, outro que luta para não cair para a Série C, o time não terá mais chances de escapar da queda.

Os melhores vídeos do dia

Mogi Mirim

Caso o ABC não entre em campo para enfrentar o Londrina, este não seria o primeiro caso de WO no futebol brasileiro nesta temporada por conta de salários atrasados. Em agosto, os jogadores do Mogi Mirim se recusaram a entrar em campo para enfrentar o Ypiranga pela 14ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série C.

O time do interior de São Paulo correu até mesmo o risco de ser excluído da competição e com isso todos os resultados dos clubes que o havia enfrentado seriam considerados nulos. Um acordo com a Federação Paulista de Futebol, que adiantou as cotas da próxima Série A-3, ajudou o time a disputar os quatro jogos finais e o time até conseguiu uma vitória na penúltima rodada, contra o Macaé.

Porém, a equipe, juntamente com os cariocas, acabou caindo para a Série D. Apesar de ter vaga garantida, a participação do Sapão na quarta divisão do ano que vem ainda é incerta.