O atual lateral esquerdo do #Corinthians Guilherme Arana se firmou em 2018 como um dos principais destaques do time, tem chamado atenção de diversos clubes europeus. Possivelmente em dezembro deverá ser vendido. Paralelo a isto, a diretoria e comissão técnica avaliam o jovem Guilherme Romão, cria da base corintiana que tem feito um bom torneio pelo Oeste na Série B do Campeonato Brasileiro.

Romão é um jovem de 20 anos, campeão da copa São Paulo de Juniores 2018 pelo Corinthians. Mesmo jogando em alto nível, dada a concorrência no time principal, foi cedido ao Oeste. Emprestar jovens promessas é prática comum da equipe de Parque São Jorge.

O lateral tem porte físico mediano, é rápido, apoia muito bem, faz muitos cruzamentos durante o jogo, dá assistências, mas ainda carece melhorar a parte defensiva.

Na atual temporada, jogando pela equipe do Oeste, o jogador atuou em 18 partidas de 28 jogos, frequentemente é titular no atual Campeonato brasileiro da série B e apresenta bons número, como:

Positivos

  • 10 cruzamentos corretos;
  • 06 assistências;
  • 29 roubadas de bolas;
  • 06 chutes certos em gol;
  • 532 passes, sendo 442 corretos, média de 83% de acerto nos passes;

Negativos

  • 27 faltas, média de 1,5 por jogo;
  • 90 passes errados ou não concluídos;
  • 49 perdeu a bola;
  • Nenhum gol.

O técnico corintiano Fábio Carille e seu auxiliar Osmar Loss avaliam com bons olhos a chegada do lateral esquerdo, acreditam que possam melhorar a parte defensiva do lateral.

A comissão técnica fez algo semelhante com #Arana no seu início de carreira no profissional.

Porém, a ideia da comissão técnica seria inicialmente manter Arana e fazer a transição com Romão, aos poucos para o garoto não sentir a pressão de vestir a camisa do clube alvinegro.

O lateral Arana recebeu sondagens e proposta no início do ano das equipes como CSKA, da Rússia, Bordeaux, da França, e Atlético de Madrid e Sevilha, ambos da Espanha. Na lateral esquerda o time conta ainda com Moisés e o improvisado Maciel. Os dois jogadores tiveram diversas oportunidades, mas o baixo nível técnico apresentado faz a diretoria se movimentar no mercado para procurar mais opções para o técnico Carille.

De promessa da base a solução para 2018, o futuro do jovem Guilherme Romão ainda é uma incógnita. O jogador tem um bom potencial ofensivo, mas carece de um trabalho de fortalecimento muscular e de fundamentos defensivos. Carille e sua comissão técnica terão trabalho para formar este jogador.