Não é novidade para ninguém que o Corinthians está passando por um momento complicado financeiramente. Isso atrapalha diretamente o bom Futebol do clube, já que a falta de dinheiro faz com que os dirigentes sejam mais cautelosos em relação à novas contratações.

Em 2018, a crise financeira do Timão ainda deve continuar. Com essa possibilidade desagradável, a diretoria alvinegra já começa a planejar o próximo ano, visando trazer apenas reforços que não tenham um alto valor de transferência e que tenham um salário baixo. Sendo assim, o técnico Fábio Carille pode encontrar dificuldades para montar seu elenco.

O que talvez esteja atrapalhando o Corinthians financeiramente é a falta de um patrocinador master, que está em branco desde que a Caixa Econômica Federal optou por não renovar o contrato.

Portanto, o Departamento de Marketing do Timão segue em busca de uma nova empresa que esteja interessada em estampar sua logomarca no uniforme corintiano.

Mas apesar de se esforçar para conseguir um patrocinador master por um longo período, os dirigentes alvinegros podem optar por fazer um acordo até o final da temporada, já que a Cia. do Terno demostra interesse em ter sua marca estampada no espaço principal da camisa do Corinthians.

Vale lembrar que a Cia. do Terno já patrocina o Timão [VIDEO], mas tendo sua marca exibida na barra frontal do uniforme alvinegro. No entanto, há negociações em andamento para a empresa ser patrocinadora master até o final da temporada.

O que deixa uma boa impressão sobre a possibilidade de o Corinthians anunciar esse acordo milionário é que a empresa já esteve presente na parte principal do uniforme por duas partidas.

A primeira vez foi no jogo contra o São Paulo, no Morumbi, e segunda foi no embate com o Cruzeiro, no Mineirão, no domingo (1º). Ambos os confrontos foram válidos pelo Campeonato Brasileiro.

Lembrando que o clube do Parque São Jorge está sem um patrocínio master desde o mês de abril, quando o contrato com a Caixa Econômica Federal chegou ao fim. Tanto o clube quanto o banco estatal tentaram uma renovação, mas sem sucesso. O clube também tentou abrir negociações com empresas multinacionais, mas nenhum acordo foi anunciado.

Corinthians e Cia. do Terno seguem em negociações e estima-se que tenha um anúncio oficial no decorrer desta semana. Caso dê tudo certo, o Alvinegro paulista pode arrecadar uma boa quantia, já que a Caixa pagava em torno de R$ 30 milhões por temporada, o que daria mais de R$ 2 milhões mensais.