Palmeiras [VIDEO] e Corinthians vão se enfrentar na 32ª rodada do Campeonato Brasileiro 2017. O jogo será em Itaquera, com mando alvinegro. O duelo pode marcar a troca de posição na tabela, com o Alviverde assumindo a liderança e o Corinthians caindo para a segunda colocação. Se uma certa combinação de resultados acontecer, a inversão deve ser confirmada na Zona Leste de São Paulo.

O que o Verdão procura é uma vaga na Libertadores do próximo ano. Mas os sucessivos erros corintianos e as falhas na hora de somar pontos no segundo turno tornaram o sonho do bicampeonato mais real para os torcedores de Palestra Itália. Nas alamedas do clube já é normal fazer contas para tentar passar o Corinthians.

Uma dessas contas é justamente no clássico que acontecerá na Arena Corinthians. Se vencer o Cruzeiro no Allianz Parque, e a Ponte Preta ganhar do Corinthians em Campinas, uma vitória palmeirense no derby já basta para dar a liderança ao time de Alberto Valentim.

O meia Moisés fez questão de afastar a pressão em entrevista coletiva e colocou o Santos também como vivo na competição. Nos últimos dias o time alviverde dominou o noticiário esportivo com a possibilidade de levantar a taça mais uma vez.

Pendurados

Tanto o Palmeiras quanto o Corinthians tem jogadores pendurados para os seus próximos compromissos. Mas o Alvinegro vai sofrer mais se perder alguém da lista. Cassio, Balbuena, Gabriel, Rodriguinho, Jadson e Jô estão pendurados e são considerados titulares. No Palmeiras a situação já é um pouco diferente.

Fernando Prass, Felipe Melo, Keno, Róger Guedes e Gabriel Furtado estão com dois amarelos e podem ficar de fora do derby.

Da lista palmeirense, apenas Keno é titular atualmente. Róger Guedes está afastado e passando por uma reciclagem, enquanto Felipe Melo é reserva e não é primeira opção para entrar em campo. Com a suspensão de Bruno Henrique contra o Cruzeiro, existe uma remota possibilidade dele entrar como titular, mas Jean deve ganhar a posição no time de Valentim.

Premiação

A Crefisa, parceira do Palmeiras, estuda internamente oferecer um valor extra para os atletas no clássico. A empresa ainda não definiu, mas Leila Pereira, presidente da financeira e da Faculdade das Américas, deve sentar com Maurício Galiotte, presidente do clube, e acertar um depósito 'motivacional' para todo o grupo. O valor ainda não foi discutido.

O Palmeiras, com cofre reforçado, pode dar também aos jogadores mais um adicional. Galiotte já estuda tal possibilidade com o financeiro.