Na tarde desta segunda-feira, dia 23, ocorreu em Londres a premiação The Best [VIDEO]da FIFA, para os melhores do ano (2017). Os melhores jogadores, o melhor treinador, a melhor jogadora e a melhor treinadora foram escolhidos a partir de votações feitas pela FIFA, na internet (no seu site oficial) e alguns convidados que a entidade selecionou para ajudar na escolha dos premiados.

Alguns jogadores brasileiros, como o atacante Neymar e o lateral Marcelo, estavam concorrendo pela premiação em diferentes categorias.

Este evento já foi marcado em algumas edições por uma atração muito inusitada: a roupa que os atletas foram ao evento receber suas premiações.

Em 2015, quando o argentino Lionel Messi foi eleito o melhor jogador do mundo, ele usou um terno de bolinhas que dividiu opiniões, pois uns diziam que era feio e outros que era muita elegância. Na edição desse ano, quem chamou a atenção foi o lateral brasileiro Daniel Alves, que usou um terno cheio de pedras na gola, nas aberturas e nas mangas. Muitos o compararam com o personagem Dominic Toretto, do filme Velozes e Furiosos, que é interpretado pelo renomado ator Vin Diesel.

A apresentação do evento ficou por conta de ex-jogadores: o brasileiro campeão e artilheiro da Copa do Mundo de 2002, Ronaldo Fenômeno e o argentino Diego Armando Maradona, campeão do mundo em 1986, com o polêmico gol de mão.

Confira a lista de premiados

Melhores torcedores: a torcida do Celtic conquistou o prêmio após fazer um belo mosaico lembrando uma das conquistas do clube.

Melhor treinador: o prêmio foi para o francês Zinedine Zidane, o “Zizu”, treinador do Real Madrid.

Melhor treinadora: entre as mulheres, a melhor treinadora foi Sarina Wiegman, a holandesa que conquistou a Copa do Mundo com a “laranja mecânica".

Prêmio Fair Play: o prêmio Fair Play é dado ao jogador que tenha feito um ato que vá além da disputa da partida, sempre pensando no bem comum. E dessa vez o gesto foi muito forte e comovente. O costa-marfinês Francis Koné, jogador do Slovako, da liga tcheca, salvou a vida do goleiro do time adversário.

Melhor goleiro: na categoria de melhor goleiro disputavam o costarriquenho Keylor Navas, do Real Madrid, o alemão Manuel Neuer, do Bayer de Munique e o italiano Gianluigi Buffon, da Juventus. O prêmio ficou com Buffon.

Melhor jogadora: concorriam pelo tão sonhado prêmio de melhor jogadora do mundo, a americana sempre favorita Carli Lloyd, a holandesa Lieke Martens, jogadora do Barcelona e a venezuelana Deyna Castellanos, jogadora do Santa Clara.

A holandesa foi a vitoriosa.

Melhor jogador: o prêmio mais esperado por todos era o de melhor jogador do mundo masculino ou a “Bola de Ouro da FIFA”. Concorriam pelo prêmio o português favorito e atual campeão Cristiano Ronaldo, do Real Madrid, o argentino Lionel Messi, do Barcelona e o brasileiro Neymar Júnior, do Paris Saint Germain. O favoritismo se confirmou e Cristiano conquistou novamente o prêmio de melhor jogador do Mundo. [VIDEO]

Seleção da FIFA

Goleiro: Buffon (Juventus);

Zagueiros: Sergio Ramos (Real Madrid), Leonardo Bonucci (Milan);

Laterais: Dani Alves (Paris Saint Germain) e Marcelo (Real Madrid);

Meio-campistas: Lucas Modric (Real Madrid), Tony Kroos (Real Madrid) e Andrés Iniesta (Barcelona);

Atacantes: Lionel Messi (Barcelona), Cristiano Ronaldo (Real Madrid) e Neymar Júnior (Paris Saint Germain).

Prêmio Puskas

O prêmio Puskas é dado ao jogador que fez o gol mais bonito do ano. Quem levou foi o francês Oliver Giroud, do Arsenal. O gol que concorreu e deu o prêmio foi o que o jogador marcou contra o Cristal Palace.