Foi no dia 25 de junho desse ano que Marcelo Grohe viveu um dos seus momentos mais difíceis com a camisa do Grêmio. No duelo decisivo pela liderança do Brasileirão, na Arena, em Porto Alegre, ele não conseguiu defender um chute de Jadson - que passou por entre as suas pernas - e viu o Corinthians celebrar uma importante vitória por 1x0.

Criticado e cobrado por torcedores, e também pela imprensa, o goleiro viveu dias difíceis mesmo bancado pelo técnico Renato Gaúcho.

Não perca as atualizações mais recentes Siga o Canal Grêmio

Grohe [VIDEO] esteve ainda mais perto de perder a titularidade com a chegada de Paulo Victor, ex-Flamengo, que iniciou sua caminhada no tricolor jogando em alto nível.

Mantido, Grohe voltou a dar boas respostas e foi destaque mesmo na eliminação na semifinal da Copa do Brasil contra o Cruzeiro, no Mineirão.

Apesar de suas defesas nas penalidades máximas, o time gremista vacilou nas cobranças e abriu caminho para os mineiros avançarem.

Nesta quarta, quatro meses depois da falha contra o Corinthians na Arena, Marcelo Grohe efetivou a redenção que vive em 2017. Quando o Grêmio ainda vencia por 2x0 o Barcelona, no Equador, pela ida da semifinal da Libertadores, ele fez uma defesa inacreditável em um chute do atacante Ariel. A defesa não apenas rodou o mundo como também serviu para afirmar o goleiro titular do Grêmio.