Disposto a quebrar o tabu de nunca ter vencido o adversário e manter a boa sequencia para continuar subindo na classificação do Campeonato Brasileiro, o Fluminense enfrentará a Chapecoense no próximo domingo, às 19h (de Brasília), na Arena Condá, em Chapecó. Nesse compromisso, porém, o Tricolor não poderá contar com dois de suas importantes peças.

A primeira delas é o volante Douglas, que voltou a sentir dores decorrentes da artrite da qual vem sofrendo ao longo desse ano. Wendel, ausente da vitória de 3 a 1 sobre o São Paulo na última quarta, no Maracanã, por estar cumprindo suspensão pelo terceiro cartão amarelo, retorna normalmente.

Outra ausência é Júnior Sornoza. reclamando de dores no músculo da coxa direita, o meia equatoriano será apenas preservado. Para o lugar do camisa 20, o técnico Abel Braga pode optar pelas entrada de Orejuela ou Matheus Norton, voltando ao esquema com três volantes, colocar Luquinha, apoiador de origem ou escalar Robinho. Nesse caso, o time iria ao interior de Santa Catarina com três atacantes.

Segundo o departamento médico, tanto Douglas quanto Sornoza deverão ter condições de estar em campo na quarta que vem, às 21h45 (de Brasília), diante do Flamengo, no clássico de ida das quartas-de-final da Copa Sul-Americana.

Em contrapartida, Pierre, que não atua desde a segunda rodada do Brasileirão (vitória de 2 a 1 sobre o Atlético-MG, na Arena Independência), estará novamente à disposição. A tendência, porém, é de ele ficar como opção no banco de reservas.

No final da tarde desta sexta, o Fluminense realizou novo treinamento no CT Pedro Antônio, na Barra da Tijuca, zona oeste do Rio. Antes da atividade, que, novamente, foi fechada aos jornalistas, o atacante Robinho concedeu entrevista coletiva e falou sobre quais são as suas expectativas para o jogo contra a Chapecoense.

"Vai ser muito complicado. É fora de casa, eles vieram de vitória do último jogo. A gente está trabalhando forte, vamos com o mesmo pensamento de pés no chão. Sempre buscando os três pontos", disse o atleta, trazido, recentemente, junto ao Figueirense.

No sábado, pela manhã, acontece o último treino da semana no CT. Logo após, a delegação embarca para Chapecó. Recuperando-se de problemas físicos, o zagueiro Henrique, o meia Marquinho e o atacante Wellington Silva não seguem viagem.

Somando 38 pontos, o Fluminense [VIDEO], que chegou a ficar na zona de rebaixamento, subiu para o 11º lugar e, se vencer a Chapecoense, pode voltar a almejar uma das vagas na Taça Libertadores de 2018.