O ciclo do técnico brasileiro Luiz Felipe Scolari, o #Felipão, no Guangzhou Evergrand, da China, está chegando ao final. Após cerca de dois anos e meio de trabalho, o treinador vai deixar o clube e inclusive já comunicou sua decisão à diretoria nesta semana.

Felipão tem acumulado bons resultados na Ásia. Campeão chinês em 2015 e 2016, ele pode buscar o tri no próximo fim de semana, já que tem seis pontos de vantagem na liderança com relação ao segundo colocado, Shanghai SIPG. Ricardo Goulart, Alan e Muriqui são os brasileiros que ajudam Felipão nesse desafio chinês.

Além dos títulos nacionais já mencionados, o ex-técnico da seleção brasileira venceu uma Liga dos Campeões da Ásia, uma Copa da China e duas Supercopas.

Até aqui, já são 120 jogos. Seu último clube no Brasil foi o Grêmio, de onde se desligou no início do Brasileirão da temporada de 2015.

Em entrevista no início do ano para a Folha de S. Paulo, o técnico não descartou voltar a trabalhar em uma Copa do Mundo. Ele disse que poderia ser convidado por uma seleção da Ásia e que o trabalho poderia ser feito na Rússia, em 2018, ou no Catar em 2022.

Depois de ter sido campeão mundial com o Brasil em 2002, Felipão fracassou na Copa de 2014 com a derrota por 7x1 para a Alemanha na semifinal. #Futebol