Depois da Thinkseg (seguros), da Tim (telefonia móvel), da Lafe (exames laboratoriais) e da Frescatto (gêneros alimentícios), o Fluminense confirmou, na manhã desta quarta-feira (25), o acerto com mais um parceiro. Até novembro, a Universal Orlando Resort, grupo norte-americano voltado ao ramo do entretenimento, será a patrocinadora master do Tricolor.

A pequena duração do contrato representa o início de uma parceria entre as partes, conforme explica Marcus Vinícius Freire, diretor-executivo geral da equipe das Laranjeiras.

"A gente vê a Universal como uma marca que procura ser desafiadora e quer ser diferente, assim como o #Fluminense.

Neste momento, o Universal Orlando Resort chega ao Brasil e fica até novembro. Logo depois, em janeiro, o Fluminense vai visitar os hotéis e os parques da Universal, junto com o seu time, para jogar o Torneio da Flórida", resumiu o dirigente ao site Globo Esporte, citando a volta ao torneio de pré-temporada disputado nos Estados Unidos em janeiro e que, pelo qual, os cariocas enfrentarão o PSV Eindhoven (dia 12) e o Barcelona-EQU (no dia 15).

Participando do programa "Bola da Vez", da ESPN Brasil, na noite dessa terça-feira (24), o presidente Pedro Abad, ao ser questionado sobre o assunto patrocínio master, já havia falado sobre a possibilidade de um acordo com uma marca de porte mundial. Com a Universal Orlando Resort, a negociação entre o Flu e a rede de supermercados Prezunic fica, a princípio, para segundo plano.

"São duas marcas expressivas que estão se unindo e o futuro é promissor", resumiu o mandatário tricolor.

Não se tem uma data confirmada para a estreia da Universal. A tendência é que ela ocorra no próximo domingo (29), quando o Fluminense [VIDEO] enfrenta, a partir das 17h (de Brasília), no Maracanã, o Bahia, pelo Campeonato Brasileiro. Além desse, os outros jogos da parceria seriam contra o Botafogo, o Coritiba, o Cruzeiro e o Corinthians, sem contar o clássico de volta das quartas-de-final da Copa Sul-Americana, diante do Flamengo.

O patrocinador master é algo que vem atormentando a vida de diretores e torcedores do Fluminense desde o fim da parceria de quase 20 com a empresa médica Unimed, em 2014. Inicialmente, a Viton 44, do ramo de bebidas energéticas, ocupou o espaço de destaque do uniforme tricolor, mas, devido a inúmeros problemas, especialmente atraso nos pagamentos, esse acordo, que seria válido por três anos, acabou sendo rompido. Durante esse período de busca, a Caixa Econômica Federal e a chinesa TCL (telefonia) quase firmaram um vínculo com o Tricolor. #PaixãoPorFutebol #Mercado da bola