Quem acompanhou a equipe do Corinthians no primeiro turno viu um time avassalador que fechou o turno com incríveis 82,5% de aproveitamento e sete pontos de diferença para o segundo colocado, o Grêmio. Bastava a equipe corintiana fazer um segundo turno regular para confirmar o título do Campeonato Brasileiro. Entretanto, o returno tem sido desastroso para o alvinegro paulista e agora precisa conviver com a ameça de perder a liderança do Campeonato Brasileiro.

As duas equipes próximas do Corinthians também são paulistas, Palmeiras e Santos. Ambas estão com 53 pontos, seis pontos de diferença para o primeiro colocado. O alviverde leva vantagem sobre o Santos nos critérios de desempate, com uma vitória a mais que o peixe.

A supremacia do Corinthians sobre as equipes do Campeonato Brasileiro era tamanha que a mídia esportiva brasileira cravava o time do estádio de Itaquera como o campeão de 2017. Entretanto, a oscilação do Corinthians, profetizada por Renato Gaúcho, chegou, e para o desespero da segunda maior torcida do país, o seu maior rival está embalado e em crescente afirmação no Campeonato Brasileiro.

O momento do Corinthians é tão difícil que até mesmo um dos seus ídolos passou a ficar desacreditado do título da equipe corintiana. Com a derrota da equipe do Timão para o Botafogo nesta segunda-feira (23), o alvinegro perdeu a chance de manter a boa distância para os principais concorrentes.

Para o comentarista e ídolo da equipe do Corinthians, o ex-atacante Walter Casagrande, o time do Palmeiras é a maior ameaça ao título do Timão, pois ainda tem um confronto direto com o alvinegro no estádio corintiano.

Segundo o ex-atacante da Seleção Brasileira, o Palmeiras é o time que mais ameaça o Corinthians. Para Casagrande, o alviverde é o time que tem jogado o melhor futebol no momento no Brasileirão e o Corinthians não vive o bom momento de outrora.

Para Casão, as derrotas para as equipes da zona de rebaixamento, no início do segundo turno do Brasileiro, deram uma assustada na equipe alvinegra e naquele momento deveriam ter atentado para o momento da equipe, a fim de manter a concentração no campeonato. Entretanto, não deram atenção àquele momento e o Timão caiu drasticamente de rendimento.

O ex-atacante também comentou sobre o lance polêmico no último minuto do jogo contra o Botafogo, na última rodada do Brasileirão. Para Casagrande, o centroavante Jô sofreu pênalti em lance com Igor Rabello, ignorado pela arbitragem da partida.O técnico Carille reclamou bastante do lance e, segundo Casão, os corintianos nunca reclamaram de lances polêmicos no campeonato e agora estão reclamando. Para Walter Casagrande, é indício de que estão assustados com a possibilidade de perderem o título.

O ídolo corintiano ainda lembrou do lance polêmico em que o Vasco foi prejudicado pela arbitragem contra o Corinthians, com gol de mão de Jô validado. Casão afirmou que os corintianos não reagiram ao lance polêmico [VIDEO] na época.